Samba enredo com cara de vencedor, “Uma aventura musical na Sapucaí” hoje na segunda rodada da São Clemente


Com tanto romão no samba o ritmo só pode dar certo!

Hoje só vai dar o  samba “Uma aventura musical na Sapucaí” dos autores: Yure Romão , Laila Romão , Ricardo Romão, Andre Duarte e Rodrigo Moreira .

O samba que já ultrapassou a pimeira rodada está altamenete cotado nesta  sexta feira dia 09/09, a partir das 22h na Quadra do Gremio Recreativo escola de Samba São Clemente!!!!
Concorrente São Clemente 2012 – Samba 10.
QUADRA da São Clemente:
Av. Presidente Vargas, 3102 – Rio de Janeiro
Dia 2 setembro, a partir da 22 horas

Concorrentes São Clemente 2012 – Samba 09.
AUTORES: Yure Romão, André Duarte, Laila Romão, Rodrigo Moreira e Ricardo Romão

MASCARADO NA FOLIA… QUEM É VOCÊ?
ENCANTADO COM SEU CANTO… VEM ME DIZER!
SOU SONHADOR, SOU IMORTAL, NO PALCO DESSE CARNAVAL!
RUMO A AVENTURA DO TEATRO MUSICAL! (2x)

ABRAM AS CORTINAS
SOU SÃO CLEMENTE E PRO “SUCESSO AQUI VOU EU”
NA TIRADENTES, NO ACENDER DAS RIBALTAS
DO TALENTO BRASILEIRO, NOSSO SONHO ENTÃO NASCEU
O FUROR DA FIEL BATERIA
SEDUZIU “O VIOLINISTA DO TELHADO”
A “NOVIÇA” CHEIA DE REBELDIA
TROCOU AS MONTANHAS PELO CORCOVADO
NAS “TEIAS DA IMAGINAÇÃO”, VOU SORRIR
COM A “BELA E A FERA” JUNTOS NA SAPUCAÍ

E O “FANTASMA” FAZ O POVO GRITAR
NÃO É DE MEDO, NEM PAVOR É DE ALEGRIA!
COM A “CASA CHEIA”, TUDO VIRA EUFORIA
NINGUÉM ME TIRA O DIREITO DE BRILHAR! (2x)

É TRUQUE, É MAGIA, É ILUSÃO
A PLATEIA QUE INVADE A AVENIDA
NA COXIA, O PULSAR DO CORAÇÃO
A ARTE IMITANDO A VIDA
NUM CENÁRIO DE LUZ E DE ESPERANÇA
QUE MISTURA CANTO E DANÇA
NUMA FESTA SEM IGUAL
“SASSARICANDO” COMO MANDA O FIGURINO
ESSE É O MEU DESTINO
SER ACLAMADO E APLAUDIDO NO FINAL!
NA QUARTA-FEIRA VOU COMEMORAR
FAZER ATÉ A “BROADWAY” DELIRAR!

Anúncios

Elza Soares em Hamburgo. A Diva da MPB que faz parar até vaia para presidente no Maracanãzinho,vem mostrar a cadência do samba na Alemanha.


Entrevista de Elza Soares para a Radio Mamaterra em 2008.  Ela conta o episódio em que fez com seu canto à capela, 90 mil pessoas que apupavam no Maracanãnzinho o presidente da república, silenciar para ouvir e reverenciar uma mulher que tirava da entranhas do Brasil o som de respeito pelo nosso povo.

Parecia até um sonho quando recebi um telefonema do Joca Neto, parceiro da Rádio Mamaterra, com sua atuação de longos anos à frente da Rádio Made in Brazil de Estocolmo. Eles nos falava que a Diva Elza Soares queria vir cantar em Hamburgo no ano Internacional dos Afrodescendentes.

Dissemos logo que sim e entramos em contato com a jovem empresa produtora musical “Gafieira Universal”, pessoal bom, com o músico Sérgio Br e sua companheira Becci na direção. Era um assunto de alta responsabilidade, trazer a nossa Diva, rainha de nossas rádios , pra nossa cidade com seus portos abertos para o mundo.

Elza Soares

Dito e feito a grande Diva Elza Soares topou, a banda que a acompanha está no top internacional, com Mo Jonas no contrabaixo e direção musical, Afonso na bateria e Sérgio Br na percussão.

Hamburgo que nos últimos tempos já recebeu até presidente e presidenta do Brasil ao mesmo tempo, recebe agora a Rainha da Música Popular Brasileira. Vamos lotar o Fabrik no dia 7 de outubro. Caravanas de fãs já se organizam em toda a Alemanha, para curtirem esta oportunidade primeira.

Como sempre Elza Soares faz questão de apoiar os brasileiros e brasileiras locais com seu canto cheio de energia e um sincopado, que entorta qualquer baterista de primeira viagem.

Tragam seus amigos alemães pra virem assistir e emocionarem-se, em um show de samba que não se aprende na escola!

Quem viver verá quem não viveu não viverá!

A professora alemã de pandeiro, a copa e as olimpíadas no Brasil


A cada ano no carnaval do Rio tem a discussão, se o samba tá pasteurizado ou se as socialites que dão de cabrochas, sabem dançar.

Ricardo Leão-foto ripada

No carnaval aqui de Hamburgo nos últimos dez anos também tem muita polêmica. Primeiro se alemão sabe tocar samba. Digo logo. Há dez anos atrás não sabia, mas com apostilas,  métodos “Tacas-Tacas” de finais de semana  e muita disciplina, muitos agora já sabem muito mais que antes…

O pé é mais complicado, pois tem que combinar com as ancas, ombros e sorrisos, aí nem apostila “neurolinguísticosambista” dá jeito.

Mas vale o esforço, até porque samba apesar do que se diz na linguagem comum, num tá no sangue, tá no convívio, tá nos bate-papos de final de semana, tá na tradição cultural de um povo.

Mas se todo o  mundo aprendeu a rappear feito um negro do Harlem, porque não também com o samba?

Pelo menos aqui na Europa,  os catarinenses e mato-grossenses e até paulistas tão provando que sambar e fazer feijoada também se pode aprender no avião de migrante. Afinal já dizia minha avó, samba tá no ar…

A copa de 2014 vem aí, Dilma vem na Alemanha em 2012, as olimpíadas vão rolar em 2016 e ainda por cima 2013 será o ano Brasil-Alemanha, com todos os salamaleques culturais, políticos, econômico e sambistas que se tem direito.

Feito no futebol, já tem olheiro inglês rodando o Brasil, atrás do novos ritmos do samba, novos “designer” de fantasias e tudo mais. Samba vai ser o grande negócio da década, pois é esportivo, saudável e a transpiração além de ecológica não inunda terras indígenas.

Vamos aqui na mamapress começar este debate sobre as raízes do samba com humor e carinho, tamos na época de trocas culturais aceleradas, já tou vendo alemão chegar no Rio e fazer concorrência com camelôs na venda de caipirinha original alemã, feita “manualmente” com máquinas industriais, e claro, com “ISO” e todas a normas de higiene do mercado comum europeu. Vão se preparando.

Vai rolar muito assunto sambático aqui na mamapress, afinal o Brasil passou a ser um global “Sambaplayer” entre os grandes do mundo. Obama que se cuide.

O ator Ricardo Leão parece que já estava prevendo isto tudo, porisso demos uma xupada pirata em seu vídeo publicado no youtube. Curtam.

É hoje na São Clemente – Samba 10 é nota dez prá 2012. Mamapress catitua a prata da casa.


A São Clemente sempre me foi uma escola de amba querida, ainda mais que nasci prá sofrer,como botafoguense lembrando dos tempos gloriosos de Garrincha, Quarentinha, Didi e Nilton Santos.
Hoje minha familia vai estar lá representada na escolha do samba pra o ano 2012.
Concorrentes São Clemente 2012 – Samba 09.
Meu irmão Ricardo mandou o convite, quem puder apareça por lá pra me representar.
Ola meus amigos da arte
Estou participando da seleção do samba enredo da São Clemente com o samba “Uma aventura musical na sapucaí”(Autor: Yure Romão , Laila Romão , Ricardo Romão, Andre Duarte e Rodrigo Moreira) , a apresentação começa nesta sexta feira dia 02/09, a partir das 22h na Quadra do Gremio Recreativo escola de Samba São Clemente!!!! Vamos lá torcer !!!!!
QUADRA da São Clemente:
Av. Presidente Vargas, 3102 – Rio de Janeiro
Dia 2 setembro, a partir da 22 horas

Concorrentes São Clemente 2012 – Samba 09.
AUTORES: Yure Romão, André Duarte, Laila Romão, Rodrigo Moreira e Ricardo Romão

MASCARADO NA FOLIA… QUEM É VOCÊ?
ENCANTADO COM SEU CANTO… VEM ME DIZER!
SOU SONHADOR, SOU IMORTAL, NO PALCO DESSE CARNAVAL!
RUMO A AVENTURA DO TEATRO MUSICAL! (2x)

ABRAM AS CORTINAS
SOU SÃO CLEMENTE E PRO “SUCESSO AQUI VOU EU”
NA TIRADENTES, NO ACENDER DAS RIBALTAS
DO TALENTO BRASILEIRO, NOSSO SONHO ENTÃO NASCEU
O FUROR DA FIEL BATERIA
SEDUZIU “O VIOLINISTA DO TELHADO”
A “NOVIÇA” CHEIA DE REBELDIA
TROCOU AS MONTANHAS PELO CORCOVADO
NAS “TEIAS DA IMAGINAÇÃO”, VOU SORRIR
COM A “BELA E A FERA” JUNTOS NA SAPUCAÍ

E O “FANTASMA” FAZ O POVO GRITAR
NÃO É DE MEDO, NEM PAVOR É DE ALEGRIA!
COM A “CASA CHEIA”, TUDO VIRA EUFORIA
NINGUÉM ME TIRA O DIREITO DE BRILHAR! (2x)

É TRUQUE, É MAGIA, É ILUSÃO
A PLATEIA QUE INVADE A AVENIDA
NA COXIA, O PULSAR DO CORAÇÃO
A ARTE IMITANDO A VIDA
NUM CENÁRIO DE LUZ E DE ESPERANÇA
QUE MISTURA CANTO E DANÇA
NUMA FESTA SEM IGUAL
“SASSARICANDO” COMO MANDA O FIGURINO
ESSE É O MEU DESTINO
SER ACLAMADO E APLAUDIDO NO FINAL!
NA QUARTA-FEIRA VOU COMEMORAR
FAZER ATÉ A “BROADWAY” DELIRAR!

Sem dinheiro não há Quilombo. Viva a cultura do Sacopã!


M. Romão e seu filho Jorge Samora na festa de lançamento da Rádio Mamaterra no Quilombo do Sacopã um dia depois do 13 de maio de 2011.

Amigas e amigos do Rio e do mundo.

Posso parecer chato, quando temos tantos casos, de discriminações em bancos e supermercados, brigas por cotas e bate-bocas no big-brother além de crises com artistas na globo.

Afinal são temas que a mídia dá certa atenção, pois descobrem aos poucos que também tem negro classe média com poder de compra, nem que seja no borrachudo.

No Quilombo do Sacopã está acontecendo um caso paradigmático para os negros no Brasil, que vivem na beira da bolsa-familia e em busca da  sobrevivência mínima.  Eles estão ameaçados.

Uma sentença de 94, resultado de um processo de 89, que não permitia aos então, às familias dos “posseiros há 122 anos” dos 23 alqueires no meio do paraíso dos cariocas abastados, venderem ou comercializarem qualquer coisa em suas moradas.

Esta duvidosa sentença de 94, que proibia qualquer uso çomercial do local, foi utilizada para justificar um novo ato judicial que põe em dúvidas a isenção e respeito à isonomia da justiça para com todos cidadãos, ao ser ordenado sumariamente, sem ouvir as partes, o lacramento do portal de entrada para as residências de 7 famílias quilombolas (32 pessoas ao todo).  O que caracteriza cárcere privado para as pessoas que não podem se locomover sem o auxílio de um carro.
Isto aconteceu, depois que ainda no governo de Benedita da Silva, eles foram reconhecidos como Quilombolas, lhes dando proteção estadual e pelo INCRA na área federal.
Sei que muitos poderão dizer que os cidadãos e cidadãs nascidos e criados e que vivem no Quilombo do Sacopã, destoam com suas festas e cultos, da harmonia local. Sei também que muitos poderão dizer que lá não se produz cultura e sim “comércio”.
Quantos condomínios no Rio de Janeiro não alugam vagas para terceiros em seus estacionamentos e seus salões de festas para pessoas de fora? Alguém já ouviu falar da “justiça” fechar um condomínio por estes motivos? E as lojinhas, bares, farmácias e boates debaixo dos prédios?
Dois pesos e duas medidas é o que acontece.
E o que é cultural para um quilombola?
A primeira coisa que um quilombola precisa fazer para manter sua cultura é se manter vivo, alimentar-se para sobreviver.
A ordem judicial da juíza da 8a Vara Civil do Rio de Janeiro, foi o primeiro passo para o estrangulamento da comunidade do Sacopã.
Muitos também poderão dizer que faltam projetos culturais no Quilombo do Sacopã. Mas o que foi feito pelos governos federal, estadual e municipal para melhora do local onde os quilombolas vivem e fazem seus negócios, entre os quais a  produção de cultura?
No dia 24 de junho de 2011, em Caraíva-BA, um líder quilombola foi morto por policiais em sua própria casa diante da família e depois teve o corpo levado até uma boca-de-fumo em um outro município, onde após uma suposta troca de tiros entre a polícia e um cadáver, foi levado para um hospital para constatarem a morte.
Qual foi o suposto crime dele? Era carvoeiro e a empresa plantadora de eucaliptos, suspeitava que ele roubava madeira nas terras que foram tomadas de sua comunidade ancestral.
Muito vão dizer que eles não produziam cultura, não eram quilombolas. Não mereciam a solidariedade do movimento negro.
Em muitos quilombos do Brasil, a única ajuda que recebem é a cruz dos missionários e uma merreca em alimentos. Param de dançar jongo e realizarem outras manifestações não cristãs e falecem de suas culturas. Mais uma vez está justificada a inação do movimento negro, da sociedade, do estado brasileiro.

Os novos “antronegropólogos” que adoram estátuas e culturas empalhadas, podem descansar. Quilombola vivo, nem pensar. Eles suam e não são profissionais em lidar com o poder branco. São objetos em extinção mesmo…

Mas feito os quilombolas não escrevo aqui para chororô. Há muito o que fazer. O Rio tem o privilégio de ter negros no governo municipal e estadual, além de contarem com o apoio do governo federal.
Está na hora de fazer uma ação (projeto não) de resgate econômico desta comunidade. Os quilombolas do Sacopã tem orgulho suficiente para olharem de igual para igual seus vizinhos abastados, mas sem dinheiro no bolso, um dia a casa cai.
Mas não só nossos negros e negras nos governos tem que fazer alguma coisa. Todos nós que queremos os quilombolas vivos, temos que transformar nossa solidariedade em ação. O que fazer? Perguntem, conversem com eles, eles sabem as soluções para os seus problemas, só falta incentivo financeiro que lhes garantam a sustentabilidade.

Marcos Romão

“Terrakota” pede desculpas à Hamburgo e agradece a compreensão da “Gafieira Universal.


2 dia antes do show em Hamburgo, a produção da Banda portuguesa “Terrakota” cancelou sua turnê que incluia Oslo, Berlim e Hamburgo. O produtor geral da pequena turnê, que não é de Hamburgo, teve problemas na organizção.

O Show de Hamburgo faria parte do lançamento do novo projeto da produtora “Gafieira Universal” desta cidade: A apresentação sempre de duas bandas, uma do Brasil e outra da Europa em um congraçamento transatlântico.

Natiruts foi a banda que chegou do Brasil especialmente para o show de abertura da temporada. A escolha da Banda Terrakota para ser a parte Européias havia sido intencional.

Hamburgo é a cidade do norte da Europa onde o uso da língua portuguesa possui uma tradição de 300 anos, que vem desde o tempo em que os mercadores de especiarias, da “India” chamada Brasil, circulavam pelo porto hanseático .

A migração de brasileiros para Hamburgo nas últimas décadas, só reforçou este quadro. Nas ruas da cidade no verão, só dá alemão tocando música brasileira e fazendo caipirinha.

“Terrakota” não pode vir.  Foi pena, mas a noite foi um sucesso, Natiruts foi recebido pela prata da casa,  a banda “Rapaziada do Samba”,com músicos brasileiros de Hamburgo, que não deixaram por menos e arrebentaram da boca do balão, botando o público para dançar e sentir-se como no Rio com 40º.

Recebemos da produtora “Gafieira Universal” está notícia via Facebook que reproduzimos, com o pedido de desculpas do Junior que faz parte da “Terrakota”:

Hamburgo 40° graus. Hoje, sábado 9, Natiruts vai ser recebida no Fabrik por “Rapaziada do Samba” e galera de músicos brasileiros de Hamburgo


Hamburgo pira no verão!

Rádio Mamaterra vai estar presente!

O calor de Hamburgo Hamburgo está fazendo inveja ao pessoal do Brasil. NATIRUTS  acaba de desembarcar no Porto de Hamburgo. A Banda vai se apresentar hoje a noite às 20 horas, Fabrik.

A “Rapaziada do Samba”, prata brasileira da casa, irá abrir a noite, que promete botar prá dançar até os mais emperdenidos pés-duros.

O DJ Celekta Joel vai dar uma canja junto com o famoso Sérgio-Br.

NATIRUTS JÁ SE SENTE EM CASA E PROMETE ARREBENTAR COM O HIT “LIBERDADE PRÁ DENTRO DA CABEÇA”.

A Gafieira Universal mandou este convite e quem não viver não viverà!
 NATIRUTS & RAPAZIADA DO PAGODE & DJ CELEKTA JOEL além de SÉRGIO-BR !  APRESENTAM-SE 9 de julho 21 horas no Fabrik, em Hamburgo

Hamburgo vai virar Brasil!



Natiruts – quem de nós brasileiros não conhece a música “Liberdade pra
dentro da cabeca”? É um dos maiores hits da banda fundada em 1996! Neste concerto eles estarão apresentando o seu novo album “RAÇAMAN” mixado em Londres, pelo grande DJ “Mad Professor”!

“Rapaziada do Samba” é conhecido e tradicional grupo de SAMBA e PAGODE de brasileiros na Alemanha.
Mais informações: www.gafieirauniversal.de