About

“Mamaterra Press” is a platform for broad-casting. We are producing on the located citizen broad-cast as well as via internet. We start this project with a little group of professional journalists, the so called social communicators, with the idea to create an information network with an other view of live. Every day we are imbued with information about what is going on in the big world. But we ask: what is going on at our next corner? We all participate in social life and cultural policy in places where we live and our new project Mamaterra Press want to encourage people, social communities, minorities and migrant people all over the world to pronounce and show about what is bothering their live, what is important to pronounce. Our motto is: “no matter what you want to make, the first step always is to communicate.” We intend to train those people how to handle technical equipment like laptop, microphone, video, recording, cutting and producing their own news and publish it on our portal. We say: be the owner of your opinion. The innovative character of this idea is that we not only want to transfer technology and knowledge but to compare notes with the people involved in this project. We are social activists who want to work together; teaching and learning.

The importance of this project is to give those community groups the professional tools to use the media as instrument to build, reflect and uplift their self-image. We say: “Globalization” to all. We are in a wave of globalization from below up.” This project is open to every age, to every generation. We are convinced, we need not social exclusion

Anúncios

15 pensamentos sobre “About

  1. Ola Romao,

    augusto aqui.
    seguinte, conheci uma garota que trbalha no centro IKB e.v. =A0que presta a=
    ssistencia a estrangeiros voltado para qualquer tipo de problema social ou =
    psicologico.
    Ela morou no brasil e fala portugues.
    Pensei que seria interessante leva-la =E0 radio para divulgar esse servico.
    que ce acha ?
    ta ai o link….abracos

    http://www.ikb-frauen.de/

    PS: vou colar quarta feira por volta das 14:00 certo? ja podemos ir junto

  2. Olá, sou Alemä pois morava um bom tempo no Brasil e antes na Espanha. Agora estou de volta em Alemanha. Mas este pais é muito estranho pra mim, especialmente os cidadäos alemäos. Estou com muita saudade do Brasil e gostaria de conhecer Brasileiros em Hamburgo. Também gostaria de participar na comunidade e as discussöes. Posso ajudar a gente aprender alemä e também aprender informática. Primeira noticia que tenho para todos que säo com muita saudades da musica brasileira: A banda Calypso vai fazer um show em Hamburgo no dia 10 de Decembro, Sporthalle Hamburg. Segurarse seus ingressos antes!!!!

  3. Romao. Estamos aqui em Seattle e gostariamos de entrar em contato com Voce. Ilda, irma do Fafi esta aqui em Seattle.

    Parabens com seu projeto em Hamburg!

  4. Caro Romano:
    Convido-te a dares uma olhada no meu site (e na rede social dele), que em quase todos os aspectos – penso – se relaciona ao tipo de proposta que estás a lançar. Quem sabe não possamos unir foras de alguma forma?
    Para que entendas melhor a relação que vejo entre ele e a tua proposta, proponho que o “adentres” por aqui
    http://aamericalatinaquemalseconhece.blogspot.com/
    De qualquer forma, saiba que preciso de parceiros
    APOIO
    http://www.martinsbenperrusi.com/crbst_68.html
    PORTAL
    http://www.martinsbenperrusi.com/

  5. Caro Romano:
    Convido-te a dares uma olhada no meu site (e na rede social dele), que em quase todos os aspectos – penso – se relaciona ao tipo de proposta que estás a lançar. Quem sabe não possamos unir FORÇAS de alguma forma?
    Para que entendas melhor a relação que vejo entre ele e a tua proposta, proponho que o “adentres” por aqui
    http://aamericalatinaquemalseconhece.blogspot.com/
    De qualquer forma, saiba que preciso de parceiros
    APOIO
    http://www.martinsbenperrusi.com/crbst_68.html
    PORTAL
    http://www.martinsbenperrusi.com/

  6. Ashoka Changemakers with the support of Google, has launched the Citizen Media: A Global Innovation Competition. We are looking for innovative solutions that unlock the power of information to catalyze citizenship by boosting media access and participation around the world.

    The top four solutions will each win a US $5,000 prize. Top entries will also be considered for an Ashoka Fellowship—complete with a three-year living stipend, international recognition, and access to a network of systems-changing social entrepreneurs.

    ENTRY DEADLINE FOR Citizen Media: A Global Innovation Competition IS SEPTEMBER 14, 2011 (BY 5PM EDT). For more information, visit http://www.changemakers.com/citizenmedia.

  7. Olá Romão, tudo bem?

    Gostaria que você divulgasse a matéria abaixo em seu blog.

    Grato,

    Celso

    Fiz um pequeno relato do Filme-Documentário que analisa aspectos da educação brasileira entre 1930 e 1945 a partir de relatos de vida de cinquenta meninos “órfãos ou abandonados” sob a guarda do Juizado de Menores do Distrito Federal. Eles foram retirados do Educandário Romão de Mattos Duarte, da Irmandade de Misericórdia do Rio de Janeiro e levados para uma propriedade privada em Campina do Monte Alegre, SP. Por uma década, estas crianças, foram submetidas a uma escolaridade precária, a uma educação baseada em longas jornadas de trabalho agrícola e pecuário sem remuneração. Foram submetidos a cárcere, a castigos físicos e a constrangimentos morais em fazendas de membros da cúpula da Ação Integralista Brasileira, também adeptos declarados do nazismo. Mostra que os “meninos do Romão Duarte” foram vítimas de uma política do Estado brasileiro que ao estimular a educação eugênica, como definia o artigo 138 da Constituição de 1934, favoreceu a segregação de crianças e adolescentes. A documentação utilizada na narrativa fez uso de fontes oficiais e midiáticas articulando-as de forma complementar aos registros de depoimentos orais na reconstrução do período. Todo material acima citado faz parte do doutoramento de Sidney Aguillar Filho, pela faculdade de Educação da UNICAMP.
    Site: http://www.menino23.com.br
    Este documentário será lançado em Campinas no dia 21 de março as 19 horas no MIS Campinas – Rua Regente Feijó, 859 Centro Campinas SP
    Um abraço Luci
    Lucineia Chrispim Pinho Micaela
    Departamento de Pós-Graduação em Educação
    Unidade Campinas – Campus Liceu Salesiano
    http://www.unisal.br
    (19) 3744-6847 ramal 6847
    <image001

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s