“Os campos de concentração estão desativados infelizmente.” Extrema-direita ganha espaço na Alemanha


tradução e adaptação: Marcos Romão

do original Kurier

© APA/EPA/MICHAEL KAPPELER Dass die Bewegung immer weiter nach rechts driftet, kümmer viele Anhänger wohl kaum.

© APA/EPA/MICHAEL KAPPELER Que o movimento PEGIDA caminha cada vez mais para a direita, não é preocupação de muitos simpatizantes.

Dezenas de milhares de pessoas estavam presentes no aniversário do movimento PEGIDA. O orador principal Akif Pirinçci, provocou um escândalo com incitamentos contra os muçulmanos e os políticos alemães. escândalo.

O discurso  proferido na segunda-feira, em manifestação para comemorar o primeiro aniversário de PEGIDA era foi mais  radical do que nunca. Marcharam pelas ruas de Dresden cerca de 20.000 seguidores do movimento anti-islâmico. Incentivados pela crescente crise dos refugiados , os manifestantes os simpatizantes do PEGIDA reclamavam contra as autoridade, e gritavam que os muçulmanos não eram “refugiados”, mas sim “invasores”.

“Partido de fornicadores de crianças””(Ficker Partido Children)

A frase proferida pelo principal orador na demonstração gerou uma crise no cenário político alemão. O Akif Pirinçci, o escritor turco-alemãoque  que atraiu nos últimos anos os setores de extrema direita com a distribuição de  panfletos de agitação populistas causou um  profundo mal estar no centro do pode alemão. Suas palavras foram classificados como de extrema-direita.

Em Dresden suas palavras foram “vulgar e cheio de ódio”, escreveu o Spiegel Online:

“O ” Partido de fornicadores de crianças “, assim ele se referiu ao Partido Verde e os políticos do governo ele acusou de “Verdugos contra seu próprio povo”, que não se preocupam com os alemães. Ele começou a vociferar contra os muçulmanos que ” despejam seu suco muçulmano nos incrédulos”.

 “Os campos de concentração, infelizmente, estão atualmente fora de serviço. “

“Em uma entrevista coletiva in Hessen”, Assim começou a falar Pirincci para a multidão., “um político do CDU, falou que quem é contra asilo, deveria deixar a Alemanha”. A multidão gritou, “resistência, resistência”. Esta foi a deixa para o escritor radicalizar mais ainda.

” Existe naturalmente outras alternativas”, afirmou Pirinçci: ” Mas infelizmente os campos de concentração estão desativados”. Seu público de simpatizantes da extrema direita, aplaudiu despreocupado.