Midiocracia, eleições e poder econômico.


Elite econômica quer ampliar a Midiocracia nessas eleições

Por Fernando Paulino

fernando-paulinoA poucas horas das eleições municipais em todo o país, já dá para antecipar que, de modo geral, a Midiocracia deverá ganhar da Democracia.
Essa é a campanha com menor tempo de horário eleitoral em rádio e TV – apenas 36 dias. Muito pouco ao comparar com o bombardeio midiático diário disparado pelos grupos econômicos que controlam os meios de comunicação do país.
Vale lembrar que a redução do tempo de propaganda eleitoral é uma exigência do poder econômico que controla a mídia do país. A mesma elite que quer acabar com A Voz do Brasil, que, em cadeia nacional de rádio, desde os anos 40, leva informações políticas para milhões de brasileiros espalhados por locais distantes dos grandes centros de decisões. É a mesma elite econômica que quer destruir a EBC – Empresa Brasileira de Comunicação -, cujas emissoras transmitem informações sob controle social, e não econômico. É a mesma elite que domina os institutos de pesquisa.
O governo golpista administrado por Michel Temer, mas verdadeiramente comandado pelas elites econômicas, está fazendo o seu trabalho de casa ao destruir um canal público como a TV Brasil e facilitar a consolidação de uma política de comunicação basicamente comercial.
Essa nefasta constatação de controle da mídia por mãos privadas não é primazia das grandes cidades. Isto se repete na maioria dos municípios brasileiros, onde sempre há um pequeno ou médio império de comunicação, ora controlado pelo próprio prefeito, ora pelo grupo elitista do qual ele faz parte.

Midiocracia criminaliza a Política e cria os midiotas

A Midiocracia – uma falsa Democracia arquitetada pela elite que comanda a mídia – tem como uma das suas características a desqualificação da Política e, por extensão, da Democracia. Criminaliza tudo aquilo que não pode ser controlado por ela. Daí a redução do horário eleitoral em rádio e TV, para que vozes discordantes não cheguem aos milhões de brasileiros só informados pelos oligopólios da mídia. Daí a necessidade de destruição de um canal público de TV aberta.
Pesquisas das últimas semanas apontam um quadro de terra arrasada para a Política: é provável que nas eleições de domingo aumente o número de votos em branco e nulos, com relação às eleições municipais de 2012. Vários cientistas políticos avaliam que há no Brasil um alto descrédito na Política e, por consequência, na Democracia. E com isso cresce a Midiocracia.
Não é à toa que surgem fenômenos eleitorais fundados na estrutura da mídia, como Bispo Crivella – que ainda arebanha os fiéis da Igreja Universal -, Celso Russomano e João Dória, em São Paulo. Em comum entre eles, a perpetuação da Midiocracia. Falam em problemas sociais, dizem que combaterão a miséria e a corrupção, mas, em verdade, estão a serviço de novos Baús da Felicidade.
A professora Helcimara de Souza Telles, de Ciências Políticas de Universidade Federal de Minas Gerais, afirma que “estamos vivendo uma crise política e institucional das mais graves. Essas eleições fragmentadas, com pequenos partidos crescendo, podem gerar um Legislativo ainda mais fragmentado e aprofundar a crise de representação política. Essas campanhas exacerbam o personalismo, o neopopulismo”.
A Midiocracia se utiliza de elementos da Psicologia para entorpecer uma grande parcela da sociedade. Faz chorar, faz sorrir. Sem uma visão crítica dos meios de comunicação, acaba-se embarcando no ideário da Midiocracia, que tem como base a exclusão, a discriminação. Quem não consegue se libertar ou combater esse sistema torna-se automaticamente um midiota; anula uma grande substância de sua cidadania e acredita que os meios de comunicação das elites faz bem para a sociedade.
Como se vê, a Democracia precisa ser resgatada.

Anúncios

Um pensamento sobre “Midiocracia, eleições e poder econômico.

  1. Pingback: Midiocracia, eleições e poder econômico. — Mamapress | O LADO ESCURO DA LUA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s