O BANIMENTO DE UM & O IMPEDIMENTO DA OUTRA


por Luiz Carlos Gá
impedimento

 

A Lei Áurea atrasou a nossa libertação e a república nos empurrou para essa esquizofrênica competição partidária e nós nos deixamos seduzir pelos partidos políticos acreditando que, a “esquerda” nos brindaria um dia quem sabe, com a democracia racial. Negros, índios e brancos vivendo felizes e com todos os direitos constitucionais respeitados.

Na senzala estávamos unidos, olhando olho no olho, falando no boca a boca e o partidarismo branco nos dividiu.

Agora, antes de sermos negros, somos adversário políticos defendendo sempre o sinhozinho, tenha ele o nome que tiver. Mas, faz parte do nosso projeto político quebrar essa estratégica maquiavélica.

127 anos depois daquela princesinha mentirosa e mal intencionada assinar aquele mal dito documento Imperial, constatamos que, após a ressaca do 14 de maio de 1888 ficamos literalmente por conta própria.

43 governos sucederam-se e todos, sem exceção, de Marechal Deodoro da Fonseca a Dilma Rousseff, todos trataram de garantir caprichosamente o bem demarcado espaço entre a casa grande e a senzala, deixando um rastro de sangue e de migalhas para controlar a fome dos escravizados, que continuam andando por ai, chorando, sorrindo e “resistindo”, odeio essa palavra que me remete a estagnação.

 

«OS NEGROS AINDA SORRIEM. PREOCUPA-ME O MOMENTO QUE COMEÇAREM A RANGER OS DENTES.»

 

Alerta o nosso griô Milton Santos.

Como ainda não dominamos plenamente as ferramentas da economia, as migalhas continuam sendo o instrumento de controle do rebelado como você, como eu e como esse exército de negros assumido que não para de crescer, num sintoma implícito e explícito de que nossa vitória está cada vez mais perto, pergunte ao IBGE.

Exu aponta para mudanças nessa relação étnica de poder e tome lá encruzilhada! Tome lá crise disso e daquilo outro que esse problema não é nosso, nós viemos para cá seqüestrados, lembram?

Brancos racistas que se entendam porque agora nós vamos assistir de camarote e bebendo marufo na cuia.

Já meio de saco cheio o Orixá sopra no meu ouvido: – Negro! Escolha logo a sua melhor visão de jogo, você já sabe tudo que é para fazer! Está esperando o quê? Laroiê!

Já escolhemos a direção e estamos quase preparados, mas não queremos caminhar junto a eles, vamos desmoralizar esses instrumentos racistas que estão estragando o País que construímos com muito suor e lágrima, sabemos disso só que ficha ainda não caiu para todos.

São 82 assassinados todos os dias que, covardemente os racistas escolhem com prazer os mais novinhos, tanto que estão diminuindo a maioridade idade penal, não sabem o que fazer com a própria violência e ficam culpando e punindo a gente de um crime que nunca cometemos.

Matar torna mais barato o bolsa família, projeto estratégico de chantagens eleitoreiras, mas nosso povo não é bobo, aproveita bem os bônus e depois rejeita o governo, “cuspindo no prato que comeu”.

“Negro Ingrato”, intitulava-se Abdias Nascimento como revolucionário que sempre foi, o que deixa alucinados os governista de todos os governos!

É fantástica essa ingratidão revolucionária!

Quem abre mão de exercer privilégios as nossas custas? Quem vai lavar o chão e a privada, fazer comida na hora certa debaixo de mau humor e violência?

Seus carros, quem vai limpar e dirigir?

O mais estratégico é que percebemos que somos nós que protegemos o patrimônio deles?

Não somos nós que protegemos todas as fortunas menos a nossa?

Isso vai mudar não demora, precisamos só de mais uns 150 anos, é um Abdias e meio, passa rápido, rapidinho.

Luiz Carlos Gá

‪#‎NãoMexaNoJosepha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s