Maomé, Jesus, Buda, Tupã, Olodum e todos os deuses que existam e não existam: “nos protejam dos senhores da guerra”


quem-é-quemCaro amigo Fernando Dias, você falou de sua tristeza, pela falta de esperança por um mundo melhor para sua netinha, depois de saber desta série de atentados em Beirute e Paris, que deixou um rastro de centenas de cidadãos como nós.

Estava numa caminhando para a Praça XV, quando vi notícia destes atentados simultâneos em Paris, na televisão plasma montada no carrinho de mão de um morador de rua, que caminhava ao meu lado na calçada da Rio Branco.
Voltava para casa, depois de uma reunião com amigos comunicadores negros no sindicato de jornalistas, de onde pude apreciar do 17º, a tarde cair tranquila na Cinelândia e ao fundo os morros de Niterói.
Meu coração estrangulou já no meio da noite, em meio aos tapumes e obras do centro do Rio. Meu celular acabara a bateria e asnsiava por notícias. Pensava nos meus amigos e parentes que lá estão, Uns por estarem asilados fugindo das guerras em África e nos países árabes, outros por estudarem ou lá terem decidido viver e alguns por estarem passeando.
Ao chegar em casa liguei logo o computador, para me comunicar com filhos, sobrinhos e esposa que estão na Europa para estudarem ou vistarem parentes. Não fui ver a neta recém-nascida de minha companheira por falta de grana, dólar explodido, nem à prestação deu para pagar minha viagem necessária para ir resolver minha aposentadoria na Alemanha.
Parecem coisas pequenas falar da gente, né meu grande amigo, mas não, estes atentados mexeram com todas as nossas vidas e vidas de milhões de pessoas em todos mundo.
Os atentados dos últimos dias, em Beirute e Paris, praticados pelo de autodenominado ” Estado Islâmico” ceifaram a vida de centenas, e atinge a liberdade de ir e vir e o direito à privacidade de todos nós em todo o mundo.
O governo dos EUA ofereceu toda a ajuda à Paris para descobrir os culpados. Ao aproveitar a dica o Facebook do governo americano, o Facebook correu e arrebentou as janelas de todos os computadores do mundo, com uma tal de “Ferramenta de Segurança”, que permite aos usuários que estão na região dos atentados, comunicarem-se com amigos e parentes, anunciando que estão ilesos e seguros.
Coisa simples é a primeira impressão que dá – o uso de GPS e rol de amigos e rol de amigos de amigos- mas não é. Antes que eu me comunicasse com um sobrinho, apareceu nas minhas mensagens a notícia de uma amiga dizendo: ” ESTOU SEGURA”.
Fui olhar o aplicativo e lá estava uma lista imensa de amigos e conhecidos meus, que poderiam estar na área dos atentados, e me pedindo para eu informar se estão bem.
Casseta, os milhares de fugitivos das guerras, usam o “Smartphone” para se comunicarem. Começou as operações peneiras e repescagem. Caminhamos para o controle total cibernético. Agora com a autorização do medo de todos nós.
Que Maomé, Jesus, Buda, os Orixás e todos os deuses que existam e não existam nos protejam dos senhores da guerra, que criam seus inimigos, e os dois -Senhores das Guerra e Inimigos– miram seus fuzis, bombas e olhos eletrônicos sobre nós.

Tome conhecimento da ferramenta vasculhadora: “ESTOU SEGURA”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s