SÓ DÓI EM QUEM LEMBRA. QUEM SOFREU ALÉM DE LEMBRAR SOFRE DUAS VEZES, TRES, QUATRO, TERROR E MEDO ATÉ QUANDO NÃO MAIS PODER.


por Deley do Acari

Ontem, dia 14 de junho fez um mês que Ana Julia, 8 anos, negra, pobre e favelada, foi baleada com quatro crianças, por um policial, branco, do asfalto, de classe média, lotado na CORE, dentro da favela de Acari.

Anteontem houve uma operação do BOPE, farda preta igual da Core.

Ana estava na entrada da favela, fazendo curativo na ferida da bala, que ainda esta em seu corpo, entrou e choque, pânico e não quis voltar pra favela.

Foi parar com sua mãe, em Madureira e só voltou á noite. depois que a operação terminou. Na noite interior sonhou comigo que a policia tava me prendendo, me matando.

Há um mês , o caso de Julia, comoveu a muita gente no face, hoje ninguém lembra mais dela e do que lhe ocorreu.

Julia, 8 anos de idade

Julia, 8 anos de idade

Sua dor, de sua família e das outras duas famílias que tiveram crianças feridas no mesmo caso, só dói em quem lembra que sofreu como ela, e sua família, e vai lembrar e sofrer e padecer de terror e medo, todas as vezes que houver operação policial na favela.

Ana já reconhece em mim, seu protetor e de sua família, o que me faz feliz e agradecido por merecer a confiança e o afeto de uma criaturinha maravilhosa e doce, como essa adorável menininha negra acariense.

Mas me faz sofrer e me entristece saber que ela sonhe, se preocupe e sofra por mim, sem que eu mereça a graça de seus cuidados.

saiba mais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s