Efeito Cabral 2.0 no Paraná: Beto Richa 4.0 vaiado por torcidas rivais no jogo final do campeonato


foto: R7

Fernando Cândido morreu vítima de bombas de gás com prazo vencido

Beto Richa segue os caminhos da “NÃO EXISTÊNCIA”  do ex-governador Sérgio Cabral, conhecido com o homem das bombas de gás lacrimogêneo  com prazos de validade vencidas, que causaram a morte do manifestante Fernando da Silva Cândido, um mês depois de ter inalado gás lacrimogêneo, na manifestação de 20 de junho de 2013. Saiba mais sobre o caso;

O ex-governador, também conhecido como o “comandante da pancada”,  não pode hoje em dia nem ir ao shopping e vive nas sombras como um “Ninguém”, é um auto-desaparecido por livre e espontânea vontade, quem nem enredo de Escola de Samba de 8° grupo merece.

Beto Richa ficará conhecido como o governador  Pitbull e por seu ódio aos professores.

Pedidos de impeachment já circulam pela internet.
Segundo Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, o governador cometeu o crime de responsabilidade ao colocar em risco a vida de centenas de pessoas: “Não há muito o que falar: o governador do Paraná pôs em risco as vidas de muitas pessoas, inclusive daquelas que disse que protestavam pacificamente, para, supostamente, repelir um ataque que atribuiu a ‘infiltrados’”. Em outra passagem ele deixa o pedido bem claro: “Richa cometeu crime de responsabilidade. O procurador-geral do Estado tem que mover ação contra ele e pedir seu impeachment. Se a Assembleia Legislativa do Paraná não acatar a Procuradoria, tem que sofrer intervenção da Justiça Federal. Se o procurador-geral do Paraná não denunciá-lo, tem que ser denunciado ao Conselho Nacional do Ministério Público”.

Nem nos estádios nem nas ruas. Beto Richa não tem mais para onde ir

Até as  torcidas do Coritiba e do Operário, conhecidas pela sua tradicional rivalidade, , esqueceram das pendengas na final do campeonato paranaense e,  no início do jogo, com faixas e um coro uníssono, protestaram contra o massacre dos professores paranaenses.coutopereira

Segundo a ” Gazeta do Povo”:

“Quando as equipes e o trio de arbitragem estavam alinhados para a execução do Hino Nacional, as torcidas adversárias se uniram e entoaram o grito generalizado de “Fora Beto Richa”.

“Antes da partida, a torcida Coxa também estendeu nas arquibancadas uma faixa em apoio aos professores. “Todo apoio aos professores”, dizia a maior delas, retirada instantes após ter sido estendida — o regulamento da competição proíbe faixas com teor político nos estádios.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s