Jornalista e cineasta inglesa detida durante 7 horas por 3 homens da “Lapa Presente”, no caminho de casa


Vik Birbek já em casa pela manhã de 26.04.2015 acompanhada de sua advogada

Vik Birkbek em frente ao anexo da  5aDP, pela manhã de 26.04.2015 acompanhada de amigas solidárias

Rio de Janeiro/Berlim

por Vik Birbek, Ras Adauto e Marcos Romão

Vik Birkbek, jornalista e cineasta inglesa radicada no Brasil há mais de 40 anos. foi detida sem explicações por três homens da operação policial Lapa Presente na noite de 25 de abril, em Santa Teresa, nas escadas em frete a sua moradia.

Levada para uma delegacia, depois de ser revistada, ameaçada de deportação, humilhada e levada para um sala suja para ser revistada nua por uma inspetora, foi salva pelo telefonema providencial de sua amiga Paula Kossatz que logo entrou em contato com grupos de Advogada de Direitos Humanos . O Telefonema fez os policiais refletirem sobre o grau de arbitrariedade que estavam cometendo, quando recuaram da pressão e ameaça à integridade moral e física de da cineasta.

Este é o terceiro caso recente que tomamos conhecimento de ameaças aos jornalistas, fotógrafos e cineastas que cobrem as situações de violações de direitos civis e humanos no Rio de Janeiro, e postam nas redes sociais e na grande imprensa, os resultados de suas investigações.

O jornalista Francisco Chaves, que colabora com várias redes de jornalistas com Coletivo Mariachi  e Radio Mamaterra, foi ameaçado de morte na porta de casa por cobrir a aldeia Maracanã, e o fotógrafo Fabiano Rocha do Extra, foi ameaçado através das redes sociais, por postar nas redes sociais a foto de um soldado do BOPE usando uma peruca Ninja.
Cineasta internacional, Vik Birbek, tem se destacado no últimos tempos, pelas postagens nas redes sociais de suas coberturas de protestos contra os arbítrios cometidos nas zonas de pacificação das Upps. Não só ela, mas vários jornalistas do Rio de Janeiro, tem manifestado a suspeita de estarem sendo monitorados ilegalmente nas redes sociais, tendo seus passos seguidos.

A rede Rádio Mamaterra, recebeu nas últimas horas, manifestações de jornalistas do Brasil e do Mundo.

Destacamos a postagem do jornalista brasileiro, radicado em Berlim, Ras Adauto, que já na década dos 80, atuou com Vik Birbek na promoção da cidadania de negros e minorias registradas pela Cultne, além denúncias das arbitrariedades e racismo durante a ditadura.

A Rede Radio Mamaterra, e o Sos Racismo Brasil, com quem Vik Birkbek colabora, estão preocupadas, com a suas segurança e integridade física e moral

Prisão por Desobediência Civil!

A minha amiga e parceira a cineasta e ativista Vik Birkbeck foi presa ontem à noite no caminho dos Arcos da Lapa, quando descia de sua casa em Santa Tereza. Porque resistiu à abordagem estranha de 3 homens do Lapa Presente e queriam de toda maneira revistá-la. Vejam o que ela conta – Negra Panther.

Vik Birkbeck relata:

5ªDP, resistência nossa de cada dia!

“Desobedecendo” a estupidez de Estado — com Vik Birkbeck, Felipe Coelho, Daniela Fi e Katja Schilirò.

Numa semana em que 5 mulheres foram assassinadas no Rio pelos seus “companheiros” e uma matéria do Dia informou que enquanto a taxa dos homicídios no Rio como todo baixou em 25%, nas áreas dos UPPs – ou seja com guarnição permanente da PM, a taxa de homicídios aumentou em 38%, fui descer a rua debaixo da minha casa as 10 horas da noite e tive o meu caminho barrados por três homens da Lapa Presente. Queriam revistar a minha bolsa. Como estava sozinha, não estava fazendo nada de errado e a rua, já meio escura, bastante deserta, achei excessivo. Disse que só queria fazer isso em presença duma mulher. Quando insistirem sugeri que fossemos a delegacia. Tentarem ainda me convencer, disseram que como estrangeira seria levada a policia federal, podia ser deportada … e eu insisti em ir na delegacia. Seguiu uma longa espera na esquina “para aguardar o transporte”. Na delegacia uma inspetora mandou entregar a bolsa ao policial para revista. Fiz o que pediu. Na bolso tinha um lenço, um molho de chaves e umas moedas. Decepção geral. “Vou revistar a senhora, disse a inspetora, me levando para um pequeno banheiro sujo. Tira a roupa toda.” Nesse momento a Paula Kossatz liga para mim e relato para ela o que está rolando. Ao ouvir eu relatando pelo telefone, a inspetora muda de idéia, diz que não será mais preciso tirar a roupa – só o sapato….. espera o próximo capitulo … em todo durou 7 horas – preciso dormir! Gracias ao imenso carinho e apoio das amigas Paula Kossatz, Katja Schilirò advogada Daniela Fi e Felipe Coelho.

A situação enfrentada por Vik Birkbek, merece uma especial atenção dos jornalistas e ativistas de direitos humanos, pela proximidade temporal e relacionamento dessas arbitrariedades com o trabalho realizados pela imprensa, Vik Birkbek, acabara de postar o vídeo sobre o protestos e homenagem a RIP DG,jovem assassinado na comunidade dos moradores do Pavão, Pavãozinho e Cantagalo. Neste vídeo, uma moradora lembra que o primeiro morto do processo de “pacificação”, aconteceu justamente no Pavão, Pavãozinho  e Cantagalo, quando o jovem trabalhador André foi assassinado pelas ” Tropas de Pacificação”.

Esta situação merece também especial atenção dos turistas e dos consulados estrangeiros no Rio de Janeiro. Vik gritou e soube reagir. Quantos estrangeiros, são humilhados e ameaçados de deportação, por homens da “Paz na Lapa”, e não sabem a quem dar queixa?

Aqui mostramos o último vídeo postado por Vik Birkbek

Anúncios

Um pensamento sobre “Jornalista e cineasta inglesa detida durante 7 horas por 3 homens da “Lapa Presente”, no caminho de casa

  1. Absurda situação de abuso de autoridade que nossa parceirona Vik Birkbek passou. E, como bem é colocado na matéria, quantos estrangeiros são ameaçados de deportação??? isso é tema de manchete de jornais, variadas reportagens, envolvimento dos consulados das embaixadas, mas nada acontece. Só corrupção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s