Apenas um piloto estava trancado na cabine durante a queda nos Alpes


Até os ataques de 11 de Setembro as portas das cabines dos aviões eram relativamente fáceis de se abrir pelo lado de fora. Desde então, os sistemas de segurança foram reforçados consideravelmente. Mas estas medidas também podem gerar problemas.

foto DPA

foto DPA

O que aconteceu nos últimos minutos na cabine do Airbus A320 da German Wings?

No momento do acidente, nos Alpes franceses apenas um piloto estava na cabine., segundo o “New York Times” e a agência de notícias francesa AFP. O seu colega tentou em vão abrir a porta pelo lado de fora. Já existe nota oficial, do Ministério Público Düsseldorf, confirmando esta versão.

Muitos devem se perguntar: É possível que um piloto não possa voltar para a cabine de comando do avião?

Um porta-voz da Lufthansa disse que, desde os atentados de 11 de Setembro de 2001 nos Estados Unidos, as portas das cabines já não podem serem abertas pelo lado de fora. Esta são as normas de segurança. Anteriormente, era possível forçar as portas com um machado existente a bordo em caso de emergência, como publicou a revista de bordo austríaca “Asas austríacas” em maio 2014. Desde então, os sistemas de segurança têm aumentado maciçamente e agora as portas das cabines estão protegidas com um código eletrônico.

Como funciona exatamente o mecanismo de bloqueio do Airbus A320?

A porta da cabine é garantida por três trancas, três câmeras de vídeo monitoram a área em frente a ela. No caso de uma perda de pressão na cabina do piloto, a porta deve abrir automaticamente. Caso contrário, o acesso é regulado a partir do chamado “Sistema Cockpit Door Lock” (CDLS). Ele tranca a porta ou a libera eletronicamente . (Como funciona o sistema é explicado neste vídeo do YouTube).

Para entrar no convés de voo deve ser digitado um código numérico de um teclado do lado de fora da porta da cabine. O código é de até sete dígitos, dependendo da companhia aérea.

O piloto só pode deixar a cabine para cuidar das necessidades físicas – comer, beber ou ir ao banheiro. Para retornar à cabine existem dois modos diferentes de abrir a porta – “rotina” e “emergência”. Para o trabalho de rotina, uma campainha soará por alguns segundos na cabine de comando, de modo que o piloto em comando pode liberar o bloqueio por via eletrônica.

Em caso de emergência, no entanto, a campainha toca permanentemente – e a porta abrirá depois de um curto período de tempo, mesmo sem ajuda externa. Dependendo da companhia aérea, o período é entre 15 e 120 segundos.

No entanto, é possível desligar este mecanismo a partir da cabine do piloto. Neste caso, dependendo das configurações da companhia aérea, não é possível abrir a porta usando o teclado durante 5 a 20 minutos. Somente após o período de tempo, seria permitido retornar à cabine.

Queda em 2013: Co-piloto bloqueou intencionalmente pelo lado de dentro.

Estas medidas destinam-se a trazer mais segurança. Eles foram projetadas para evitar que pessoas não autorizadas possam entrar na cabine, como aconteceu nos atentados de 11 de setembro 2001

Um exemplo fatal foi o que aconteceu com um dos quatro aviões da United Airlines Flight, que foram  sequestrados na época. No voo 93, os passageiros lutaram e tentaram abrir a porta da cabine, provavelmente com um carrinho, como mostram os registros do gravador de voo, mas os sequestradores se entrincheiraram e voaram sobre a  a Pensilvânia.

As medidas de  segurança reforçadas desde então, podem obviamente, elas mesmas gerarem problemas, como em um acidente de avião, no outono de 2013 no norte da Namíbia. O piloto de Moçambique provocou intencionalmente a queda do avião  com 34 pessoas a bordo. De acordo com o relatório do inquérito, ele se trancou na cabine de comando, quando o co-piloto estava do lado de fora, e ignorou os sinais de alerta e gritos do co-piloto, que tentava arrombar a porta.

Em setembro de 2012, um piloto  dormiu no controle de um avião de passageiros em um vôo do Egito para Amsterdã. O co-piloto, de acordo com a Associação de Pilotos, estava sentado sozinho, porque o seu colega tinha ido ao banheiro. Quando ele voltou a porta estava trancada. Chamadas pelo telefone bordo não tiveram sucesso. Somente com a ajuda da tripulação a porta se abriu alguns minutos depois.

fonte: SPIEGEL ONLINE Tradução Marcos Romão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s