Tirem as crianças da rua. Grita uma mãe desesperada, diante do jovem negro baleado ao brincar na porta de casa


por marcos romão com reprodução de matéria da Guadalupe Newa.

As redes sociais e a imprensa alternativa nos tem trazido relatos de uma guerra que acontece a poucos quilômetros da Zona Sul do Rio de Janeiro. GUADALUPE NEWS conseguiu um vídeo exclusivo do momento  em que Chauan Jambre Cezário, 19 anos, foi baleado no peito, quando brincava com seu amigos e teve seu coleguinha Alan Souza de Lima, 15 anos, ajudante de pedreiro, assassinado pelas balas de policiais, que depois forjaram a apreensão de armas e drogas que estariam nas mãos dos meninos que brincavam de filmagem com o celular de Chauan. Além do celular que gravou o momento candente em que os jovens foram baleados, os jovens nã portavam nada. Estavam de mão vazias.

São imagens e áudios chocantes em que um jovem negro pede a Deus para perdoar os seus pecados diante da morte. Vizinhos e crianças gritam, mães desesperadas perguntam por seus filhos. Não é nenhuma cena dos guetos nazistas da II Guerra Mundial. É Rio de Janeiro pouco depois do carnaval.

Adriana Baptista, jornalista da Mídia&Movimento, parceira da Mamapress, é vizinha do acontecimento e nos manda um relato urgente da notícia que recebe via redes sociais. Redes Sociais com Brasileiros em Berlim, Estocolmo, Londres, Bruxelas, Maré, Alemão, Palmeirinha e algures que não domem mais. O Estado Brasileiro está em guerra contra o nosso jovem negro brasileiro. A ONU e o mundo precisam saber. É preciso parar este sangramento!
Mãe, como nós de um jovem negro, Adriana nos envia esta mensagem:

“Meus amigos, minhas amigas se é que é possível um bom dia. ..Hoje eu acordei com uma bala no peito! E foi a polícia que deu!
Esses jovens brincavam na porta de casa, numa comunidade aqui perto, quando a polícia chegou atirando. Reparem que eles estava filmando suas brincadeiras e um dos jovens acabou produzindo provas sobre mais uma ação militar covarde e despreparada. Morreu o jovem Alan e um outro sobreviveu e ainda foi preso!
Até quando?
Gente foi feito pra viver!
Justiça seja feita!
Valeu Marcos Romao e Sandra Coleman pelo alerta. Isso aconteceu do meu lado e não havia me ativado aos fatos.”

fonte: Guadalupe News

23 de fevereiro de 2015

Vídeo exclusivo do momento dos disparos da PM que matou um e feriu outro na Palmeirinha

Na madrugada do dia 21 de outubro, policiais do 9º BPM estiveram na comunidade da Palmeirinha, em Guadalupe, dois jovens foram baleados, Alan Souza de Lima, 15 anos, não resistiu e Chauan Jambre Cezário, 19 anos, foi baleado no peito e passa bem.
Os policiais alegam que os jovens foram alvejados em confronto e eram suspeitos de participar do tráfico na comunidade. Por outro lado, familiares, amigos e testemunhas afirmam a inocência, Alan era ajudante de pedreiro e Chauan vendia mate na praia, a comunidade estava sem energia elétrica, estavam conversando no portão de uma casa com outros dois amigos, quando foram alvejados pelos policiais. Confira mais detalhes em: http://goo.gl/x1i7OY.

A Guadalupe News conseguiu com exclusividade um vídeo registrado pelo celular do Alan, que mostra os jovens conversando, logo após os disparos efetuados pelos policiais:

Chauan foi levado sob custódia para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, ficou algemado na maca e não foi operado, um médico teria dito que não seria feito de imediato pois não havia tanta urgência, a bala está alojada no peito mas não há risco de vida, nesta segunda, 23 de fevereiro, por volta das 6h da manhã o jovem foi solto, a família está em busca de um hospital para realizar a operação. Chauan responderá as acusações da PM em liberdade. Familiares e amigos criaram uma página numa rede social em defesa do jovem, veja em: https://www.facebook.com/ChauanJambreINOCENTEChauan
Muitos nos questionaram sobre uma parte da imagem estar embaçada, estamos fazendo uma cobertura exclusiva sobre o caso, devido a presença de menores no vídeo, tivemos que usar este recurso, quanto ao que tinham nas mãos, fizemos uma análise. Visualize abaixo:

Análise do que os jovens tinham nas mãos (Foto: Guadalupe News)

Análise do que os jovens tinham nas mãos (Foto: Guadalupe News)

Anúncios

Um pensamento sobre “Tirem as crianças da rua. Grita uma mãe desesperada, diante do jovem negro baleado ao brincar na porta de casa

  1. SE NÃO FOSSE EU FAZER UM COMENTÁRIO…. O PIOR É QUE O JOVEM NEGRO É OMISSO, E O VELHO NEGRO TBEM, MORREM NA CONDIÇÃO DE OMISSOS, DE CONFORMADOS COM O EXTERMÍNIO DE UM POVO QUE OUTRORA ERA NOBRE, MAS HOJE SÓ LHES RESTA A POBREZA E A RESIGNAÇÃO…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s