Jovens baleados na Palmeirinha são inocentes afirmam familiares e amigos


SOS Racismo Brasil e Rede Rádio Mamaterra apoiam Chaun Chambre, que está baleado e sob custódia da polícia com falsas acusações. Seu colega Alan, foi fuzilado pela polícia em mais um flagrante forjado.
Informações de nossa colaboradora Junia Silva Costa.
Cada vez mais os cidadãos defendem a dignidade e humanidade de seus amigos injustiçados”

 

Guadalupe News

No início madrugada deste sábado, 21 de fevereiro, policiais do 9º BPM (Rocha Miranda) estiveram na comunidade da Palmeirinha, dominada pela facção Comando Vermelho, em Guadalupe, dois jovens foram baleados, Alan era menor de idade e não resistiu, e, Chauan, 19 anos, foi baleado no peito e encaminhado ao Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes.

Chauan tem 19 anos (Foto: Reprodução/Facebook)

A polícia disse que os jovens foram baleados em confronto e eram suspeitos de participarem do tráfico na comunidade. Porém, familiares e amigos dos jovens afirmam a inocência de ambos, Chauan vendia Mate na praia e Alan era ajudante de pedreiro, no momento que foram baleados pelos policiais estavam conversando no portão com outros dois amigos. Uma moradora da comunidade desabafou: “A polícia inverteu o caso, culpando os meninos que foram baleados. Eles eram inocentes, temos como provar… Estávamos sem luz, e, por isso, na hora do acontecido havia muita criança na rua, e eles estavam na frente da casa deles, eram meninos de bem. Mas, infelizmente, vivemos ameaçados, pois não podemos falar em público, a Record veio aqui e entrevistou parentes do garoto que veio a óbito, mas, infelizmente, não publicaram a entrevista inteira, cortaram partes que acusavam policiais, e na mídia os inocentes saíram como traficantes, e os PMs que fizeram a covardia saíram como mocinhos. Durante a madrugada, cerca de 4h da manhã, eles atiraram em um dos transformadores de energia do poste, em um dos que estavam funcionando, eles jogaram bomba de efeito moral na casa de uma moradora, o cheiro forte fez uma idosa e três crianças menores passarem mal, a mãe pegou as crianças nas mãos e saiu gritando que precisava socorrê-los e ao sair com os filhos os policiais jogaram bomba de efeito moral que chegou a atingi-los. É um absurdo o que fizeram, não é porque moramos em comunidades que somos bandidos, não é porque os meninos são negros que são traficantes. Não somos coniventes com o crime, mas, infelizmente, quem tem que nos proteger nos oprime e ficamos a ver navios. Gostaria muito que a nossa comunidade e os pais do menor morto pelos policiais fossem ouvidos.
É uma dor imensurável que estamos passando nesse momento, perder um inocente por um erro de policiais incompetentes,  vivemos um inferno,e não é a primeira vez que eles fazem isso, eles agrediram as pessoas que queria se aproximar para ajudar os meninos baleados, as cápsulas das armas estão com os moradores, temos como provar que não houve troca de tiros entre PMs e traficantes, os PMs que entraram atirando em morador e fazendo arruaça”.

Chauan é muito querido, seus amigos e familiares estão inconformados (Foto: Reprodução/ Facebook)

Chauan mora em Nova Iguaçu e estava na casa de uma tia na Palmeirinha, é membro da Igreja Batista Nova Filadélfia, está lúcido no Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, porém ainda não foi operado. Uma amiga do jovem publicou em uma rede social: “Tô precisando de alguém que possa ajudar o Chauan foi baleado na porta de casa e está no hospital CARLOS CHAGAS, ainda com a bala alojada no peito ele tá jogado em um canto do hospital sem assistência nenhuma porque tá dado como bandido… Por favor, me ajudem!”

Familiares pedem justiça (Foto: Reprodução/ Facebook)

Um primo de Chauan desabafou: “Meu primo ainda não foi operado porque o hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, diz não ter vaga para opera-lo e também não faz nada por ele…e sendo tratado de forma inferior!!! Está algemado a cama e sem cuidado algum!!! Infelizmente, inocente aqui tem o tratamento que os culpados deveriam ter e não tem e nunca terão pelo visto.”

Ônibus incendiado na Avenida Brasil (Foto: Guadalupe News)

“Não somos a favor do que foi feito na Avenida Brasil, isso não é protesto pra nós da família e amigos”, disse um parente do jovem baleado.
Protesto, vandalismo e fechamento da Avenida Brasil. Veja em http://goo.gl/kAbOFM

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s