Lava-jato e o Sambódromo. Escancarou geral


por ras adauto

A minha impressão sobre o Carnaval no Brasil esse ano.

Granaduto Sambódromo-Guiné Equatorial-Suiça

Granaduto Sambódromo-Guiné Equatorial-Suiça

Aqui do meu Observatório do Valongo em Berlin, acompanho já há uma semana e tanta o que rolou sobre o carnaval do Brasil. Li o que pude, vi não sei quantos vídeos e canais de televisão , milhares de fotos, entrevistas, matérias jornalísticas, entrei em discussões nas redes,etc.caricartura obiang

Posso dizer que está sendo um carnaval muito politizado e que mostrou todas as contradições sociais, econômicas, culturais e políticas possíveis do país. E de maneira violenta. É a internet está sendo uma chave nisso tudo. Deixei meus aparelhos ligados full time, 24 horas por dia, para registrarem o máximo de informações que eu precisava.

A conclusão direta e objetiva que eu cheguei é a seguinte:

O Brasil vive um “Colonialismo ou Neocolonialismo Highttech” e um Apartheid violento.lula

Os domínios e as decisões econômicas, midiáticas e dos grandes lucros, a determinação dos espaços demarcados pelos brancos conforme as classes e racas; a produção da segurança blindada para manter longe em seus guetos as periferias e suas manifestações carnavalescas, com parcos ou nenhum recurso público .etc, etc, etc.

anisioNo “apartheid”, a delimitação dos espaços públicos policiados, até a proibição de manifestações em comunidades faveladas, como foram os casos da polícia da UPP ao atacar e entrar em conflitos com comunidades da Maré e Complexo do Alemão, proibindo as festas carnavalescas comunitárias. Em Salvador a confirmação, em suas próprias palavras, em plena folia, de sua política de segurança genocida de pretos, colocada pelo Governador do Estado, o tal que elogiou os policiais esquadrões da morte do massacre do Cabula. Isso para nao se falar em outros lugares do país.

Por fim o carnaval, principalmente no Rio de Janeiro, confirmou a sua sede principal de grande Lavanderia de grana, envolvendo todo tipo de máfias, que trazem sob seus cabrestos comunidades inteiras suburbanas e periféricas para o espetáculos que eles são donos privados, com a conivência e o incentivos dos governos. E ficam com todos os lucros da Casa Grande Moderna.posto

Isso é só uma pequena pala do que ando pensando hoje sobre tudo que pude captar nesses intensos dias momescos do meu querido Brasil.

Dá um bom papo!

Negra Panther.
Observatório do Valongo Berlin.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s