Mais cores da vida, menos marrom do nazismo. Catedral de Colônia apaga suas luzes em sinal de protesto


Dezenas de milhares de pessoas em toda a Alemanha também demonstraram nesta segunda-feira contra a xenofobia e contra o movimento neonazista  Pegida. Grandes Monumentos alemães apagaram suas luzes. Conforme anunciado, a famosoa Catedral de Colônia apagou suas luzes no mesmo horário em que manifestantes do movimento de direita caminhavam nas ruas de Dresden.

Dezenas de milhares de pessoas em toda a Alemanha também demonstraram nesta segunda-feira contra a xenofobia e contra o movimento neonazista Pegida. Grandes monumentos alemães apagaram suas luzes. Conforme anunciado, a famosa Catedral de Colônia apagou suas luzes no mesmo horário em que manifestantes do movimento de direita caminhavam nas ruas de Dresden.

pela tradução Marcos Romão

fonte: gmx news

Dois ex-chanceleres alemães,Helmut Schmidt e Gerhard Schröder (ambos SPD) se pronunciaram contra o movimento anti-islâmico Pegida.

Schmidt disse ao jornal “Bild”, “os protestos apelam aos “preconceitos mais nojentos do ódio a estrangeiros (xenofobia) e da intolerância”. No entanto, esta não é a Alemanha. A República Federal não deve rejeitar os refugiados e requerentes de asilo. “A Alemanha deve pemanecer com a mente aberta e tolerante.”

Os “Patrióticos Europeus contra a Islamização do Ocidente(PEGIDA)” é uma associação alemã que teme e repudia a islamização da Alemanha e da Europa. Seus principais membros organizam desde 20 de outubro de 2014 manifestações semanais em Dresden, contra o que consideram, equivocada em sua opinião, a política europeia e alemã de  imigração e asilo. Manifestações similares com características e carregadas de sentimentos neonazistas, estão ocorrendo em várias outras cidades alemãs.

Perguntado em uma entrevista do jornal, Schhröder convocou novamente uma nova “revolta dos decentes” contra a xenofobia.

Este foi o mesmo grito que Schröder tinha lançado em 2000, após um incêndio criminoso em uma sinagoga em Düsseldorf. Uma nova revolta “é o que precisamos hoje.”

Ele elogiou a as atitudes e ações dos partidos e das igrejas, ” por terem tomado posição clara contra o movimento Pegida”

O ministro das Finanças, Wolfgang Schäuble (CDU) juntou-se ao apelo conjunto contra a xenofobia e intolerância. “Slogans e palavras de ordens não substituem fatos: a Alemanha precisa de imigrantes”, disse ele ao jornal “Bild”.

Ministro das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier (SPD) explicou que Pegida é uma vergonha não só no país, pois desperta uma “má imagem para a Alemanha no exterior”.

É ainda mais importante para esclarecer que “aqueles que gritam nas ruas suas palavras de ordem e seus slogans, são uma pequena minoria gue gritam em voz alta”. Da mesma forma, o ministro da Economia Sigmar Gabriel (SPD) expressou:  “Quem joga com medos vagos e difusos carregados de xenofobia, não fala pela maioria.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s