Última mensagem à Presidenta Dilma da comunidade Guarani Kaiowa de Kurusu Amba antes de massacre


Por: Vania Pereira da Silva
“Houve um ataque à Terra Indígena Kurusu Ambá esta noite. Estão cercados por pistoleiros. No momento mulheres grávidas e crianças estão escondidos no mato. Os outros vão resistir. “Mais nenhum guerreiro indígena irá recuar!”. Havia um acordo de uns dias para a saída dos indígenas. O acordo não foi cumprido pela outra parte. A ordem agora é não sair e resistir. Mais indígenas e apoiadores da causa indígena estão indo para o local. O acordo foi quebrado, então agora, “Não morreremos educadamente”. *Cacique Jegwaka’i”
Bom dia brasileiro! Bom dia jornalistas!!
Bom dia Pres. Dilma!!!
Aqueles que vão morrer te saúdam!!!
Dia 27 de Novembro de 2014
Aqueles que vão morrer te saúdam!!!
Dia 27 de Novembro de 2014
Atualização Kurussu Amba!!!

Genocídio do Povo Kaiowa

Genocídio do Povo Kaiowa

Informativo triste de Aty Guasu, as comunidades Guarani e Kaiowa de Kurusu Amba estão realizando um ritual raro e extremamente pesado esse ritual de resistência, sem medo mais de reagir , no ritual em que guerreiros e guerreiras se preparam para lutar e morrer, no momento em que os guerreiros e guerreiras Guarani e Kaiowa se separam e já se despedem das pessoas que vão sobreviver mais. As crianças e mulheres gestantes de Kurusu Amba estão se separando e se ajuntado distantes dos tiros dos pistoleiros/policiais. Uma liderança comunica: ” após várias noites de rituais de resistência, a partir de hoje, recebemos ordem definitiva de rezador/líder espiritual para lutar até morrer para defender as nossas terras onde seremos enterrados com nossos antepassado, todos concordamos, dessa vez é para enfrentar os inimigos, reagir e lutar para proteger as crianças” Já chega de recuar e morrer pacificamente”, já avisamos o governo federal, já avisamos o Juízes federais do STF. Reafirmam lideranças de Kurusu Amba. Diante desse fato, evidente que em qualquer instante haverá iminente confronto e resistência Guarani e Kaiowa. É preocupante essa decisão e declaração de povo Guarani e Kaiowa,todas as comunidades e as lideranças não conseguem mais dormir, preocupados com Kurusu Amba. Todos sabemos que tanto os pistoleiros como policiais federais preparam armas de fogo pesado para atacar os indígenas de Kurusu Amba, é uma luta desiguais. É lamentável,injustiça total, os pistoleiros e policiais federais continuarão massacrando e exterminado as comunidades Guarani e Kaiowa. O governo federal e justiça do Brasil será responsável pelo massacre e genocídio do povo Guaran ie Kaiowa. O povo já perdeu a esperança de ver as terras tradicionais demarcadas pelo governo.
“Kurusu Ambá está ilhada. Totalmente cercada de pistoleiros. Porteiras trancadas, estradas fechadas com automóveis. Ninguém entra ninguém sai. Nem a SESAI está entrando. Há pessoas doentes, idosos com pressão alta, crianças. .. Lideranças indígenas tentarem entrar lá ontem com alimentos e medicação e não foi possível. A TRAGÉDIA ESTÁ EM ANDAMENTO.”

INFORME DO VÍDEO

Antes de serem massacradas, torturadas e trucidadas pela tropas federais lideranças do povo Guarani e Kaiowa enviam mensagens à Presidenta do Brasil Sra. Dilma Roussef. Desde 2010 pedem a posição e ação urgente da Presidenta Dilma Rousseff para solucionar a demarcação das terras indígenas Guarani e Kaiowa, passaram 4 anos, o pedido do povo Guarani e Kaiowa não foi atendido, ignorando os direitos indígenas de viver. Os integrantes de povo Guarani e Kaiowá continuam morrendo no confinamento nas reservas, outra parte foram despejados e ameaçados na margem das rodovias, passando miséria e fome, diante desse contexto, mais de 1000 mil Guarani Kaiowa cometeram suicídio. Centenas de lideranças foram assassinadas por causa da luta pela demarcação das terras tradicionais. O povo Guarani e Kaiowa é a segunda maior população indígenas no Brasil, aproximadamente 50.000 mil. Em protesto permanente juntamente com lideranças de Aty Guasu de várias aldeias, hoje as comunidades de Kurusu Amba ameaçadas de despejos judiciais, cercadas de pistoleiros, ameaçadas de morte enviam as ultimas mensagens desesperadas à presidenta Dilma e justiça do Brasil pedindo a demarcação. Aty Guasu luta dia e noite contra o genocídio há 35 anos. Por favor, reencaminhe esse vídeo às todas as autoridades nacionais e internacionais da ONU.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Última mensagem à Presidenta Dilma da comunidade Guarani Kaiowa de Kurusu Amba antes de massacre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s