Sem água e sem voto. O JUNHO 2013 das ELEIÇÕES 2014


por Vinícius Braz

sem águaENTENDO e concordo que a reeleição da Dilma pode fazer do PT um partido-estado ainda mais-a u t o c r a t i c a m e n t e-incrusta do que está, na hiper falha res-pública representativa democrática brasileira …. afinal, mensalão & petrolão à parte, são mais que visíveis os movimentos para aparelhar a máquina do Estado em prol de um desenvolvimentismo macroeconômico populista, que não só já tornou rentistas mais de 50 milhões de pessoas ávidas por consumir & descartar sem dó nem piedade, como fez do  #Friboi do Roberto Carlos, via BNDES, um conglomerado industrial ” capaz de concorrer no mercado mundial de carnes ” …… haja sangue. FormatFactory162-1024-102426fev2014--roberto-carlos-virou-piada-na-internet-apos-o-comercial-dele-pra-a-friboi-ir-ao-ar-na-televisao-1393459832139_500x493

TAMBÉM é obvio para quem cego não é, que por mais a m e s t r a d o que o PSDB sempre tenha sido como *oposição* nestes 12 anos de lulismo dilmista, a eleição do Aécio, embora quebre a lógica autocrática do projeto de poder petista em curso, vem com uma formulação que se vende como nova, porém é velha pra chuchu: promover um *choque de ordem* na base da <ultrapassada> meritocracia corporativa,  para através de um ” governo enxuto e competente ” fazer o ” Brasil crescer novamente “, …. ou seja, em outras palavras, não desejamos nos bolivarizar no poder como nossa cara-metade, até aceitamos o fim da reeleição, queremos apenas refazer os acordões, negociatas e mensalões existentes com a *nova* base aliada que houver e os outros podres poderes de sempre, para nos manter no mapa da casa grande & senzala da politicalha nacional e quem sabe, sonho maior, fazer a transição do Brasil S/A do século 20 para o século atual mexendo pouco na configuração e mantendo o código fechado … haja pluma.

O QUE DIZER da Marina ? Tirando o fato que é tão p e r s o n a l i s t a  quanto seu mentor por mais de 30 anos, embora com origens e entendimentos completamente distintos, achou que teria condições de dar vida à uma nova política, não através das condições dadas da velha política ainda predominante <mas não mais hegemônica> e sim com a própria pegando carona no partido-ônibus PSB do inesperado e tragicamente falecido Eduardo Campos, que almejava com sua eleição se tornar uma *terceira força* ….. e acabou caindo de paraquedas numa candidatura à presidência com o discurso programático ainda em formação, da *política de alta intensidade * da Rede Sustentável, conseguindo performar apenas um * tiro ao alvaro* aqui e ali que diante das máquinas de guerra dos seus adversários, digo inimigos políticos de ocasião, foi uma completa piada sem gosto, tanto no sentido que não passou a mensagem de que sua postura de campanha já se tratava da * nova política *, como que se de fato a sustentabilidade fosse algo realmente central no sentido de romper com a perversa lógica economicista, perdeu a oportunidade de explorar com outras lentes a gravíssima crise de abastecimento de água de São Paulo & Minas <e em breve Rio de Janeiro> em curso ….. haja fumaça.

E PARA FINALIZAR esta intro não tem como esquecer o come quieto do PMDB o fiel da balança para quem quer que esteja no poder federal < desde o tempo da ditadura militar quando MDB era >, sem contar que é a correia de transmissão da corruptíssima velha política nos estados e cidades país afora < onde possui governadores e prefeitos > , ou seja, se existe um câncer político-partidário em estado de metástase avançada já faz bastante tempo < e que serve de incubadora para partidos nanicos ou políticos sem partido >, o partido do Michel Temer, Sarney, Renan Calheiros, Sergio Cabral, Pezão o é e representa apenas e tão somente uma coisa: a trama mafiosa de interesses para se perpetuar no poder seja lá com quem for, dos traficantes & milicianos no Rio de Janeiro para implementar UPP´s aos conluios com empreiteiras diversas para super-faturar obras de infraestrutura …. haja infecção.

SINTETIZANDO assim fica claríssimo o quão soberba, corrupta & hipócrita é, em esmagadora maioria, a classe político-partidária da terra brasilis ….. justifica em grande parte os expressivos quase 40 milhões de * não votos * no primeiro turno destas eleições e deixa ainda mais evidente quão descolada está, da contemporaneidade dos massivos enxameamentos que estão ganhando corpo por todo o planeta, em função do alto grau de proximidade, emaranhamento que nos encontramos, sintomas primeiros, da emergência de outros modos de convivência, de outros fazeres políticos, de uma outra sociedade, desta vez  g l o c a l i z a d a, de uma sociedade glocal em rede !

” Tá certo entendi que não é através desta auto-referente classe política e este falho sistema democrático pseudo representativo que aí está, que como sociedade iremos melhorar nossas condições de vida ….. mas que outra forma então ? ”

SÃO MUITAS as outras formas, pois ao contrário que se possa imaginar, a sociedade brasileira num país de tamanho continental como esse possui um nível de complexidade, que está longe daquele imaginário midiático-institucional apenas ruralista, industrialista ou até mesmo pós-modernista —de comunidades mestiças ribeirinhas no Amazonas altamente interconectadas à assembleias horizontais nas praças das capitais brasileiras – já somos outras sociedades, outros convívios, pois já praticamos a desobediência civil dando vida a inúmeros micro-cosmos constelados ….. \o/\o/\o/ !

MICRO-COSMOS estes que foram massivamente para as ruas em JUNHO 2013 e que agora nas ELEIÇÕES 2014 fazem parte do contingente de *não votos* do candidato NINGUÉM, representante máximo do * não me representa mais * .. !
NÃO SE TRATA portanto de uma outra alternativa ou saída, pois a  l ó g i c a que sustenta esta eclodente fenomenologia societal, que está mudando os parâmetros civilizatórios da nossa espécie, é da geração de abundância distribuída e não da aviltante escassez centralizante ou descentralizante ….. desconstruindo, por exemplo, o campo de força da artificial individualidade economicista que você foi formatado para rodar ou ainda a ideia de que é preciso lutar competitiva ou até criminosamente pela independência à qualquer custo ….

EM SUMA já estamos eu, você e quaisquer outros a partir das condições dadas desta falha democracia representativa brazuca aprendendo a cocriar nas ruas, praças e cidades muitos imaginários da polis que somos, d i s t e n s i o n a n d o paulatinamente campos de luta, zonas territoriais, pré-conceitos diversos e a antissocializada violência que permeia a brutal não-convivência do dia-a-dia ….

SIM OS MUITOS, mas muitos caminhos mesmo podem agora até parecer longos pelo para-brisa do horizonte, i m p e r m a n e n t e s demais para o nosso atual grau de dependência de tudo que parece ser permanente, no entanto, é cada vez mais latente que não cabemos mais em caixinhas, classes ou zonas, já extrapolamos pela trama interconectiva, pelo grau de interatividade as seculares fronteiras territoriais-patrióticas, já somos planetários e as muitas gestações desta tal sociedade glocal em rede, está apenas começando …….

POR ISSO tenho absoluta confiança que . i n d e p e n d e n t e m e n t e, se a Dilma se reeleger dando continuidade ao projeto de poder autocrático em curso ou ainda o Aécio reeditando nova privataria tucana, as mudanças intestinais já existentes na complexa sociedade brasileira em consonância as com as manifestações disruptivas da primavera árabe, do 15M espanhol, das ocupações em milhares de cidades e agora com a#umbrella_revolution em Hong Kong, vão tornar cada vez mais irrelevante o *protagonismo* da velha política da sociedade de classes que ainda somos, por enquanto ….=0

#imagem via Alexandre Oliveira Guarani Kaiowá recente das manifestações em ITU / SP pela regularização do abastecimento de água, onde a população não obtendo resposta/retorno dos poderes municipal e estadual, está encontrando micro soluções cocriativas para lidar com esta escassez nitidamente provocada pelo descaso político de sempre da velha política.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s