Ferguson: POLÍCIAL deu seis tiros na VÍTIMA com braços levantados.


repuplicado do L´Monde.fr pela tradução marcos romão
guarda nacionalDepois de um fim de semana relativamente calmo, as ruas da cidade de Ferguson Missouri foram novamente palco de violência na noite de domingo, 18 de agosto.Os manifestantes indignados se recusaram a desocupar as ruas e a polícia atacou.manifestantes
A raiva no subúrbio de St. Louis não diminui há mais de uma semana após a morte de Michael Brown, um adolescente negro morto por um policial.
Estamos diante de uma situação de “stress e risco de segurança”, disse o governador do Missouri, Jay Nixon, que decidiu enviar a Guarda Nacional.
Esta força militar da reserva federal só é mobilizada pelos estados em circunstâncias excepcionais. Também poderão ser tomadas outras medidas de “circulação restrita” e “fechamento de rodovias” para manter a ordem.
Para justificar a resposta violenta da polícia durante a noite, funcionários de agências de aplicação da lei têm relatado “tiros” e barreiras nas ruas, quando “coquetéis molotov são atirados contra a polícia.” Eles identificaram pelo menos dois feridos e oito detenções de manifestantes.
Um toque de recolher foi imposto pela segunda noite consecutiva entre meia-noite e 5:00 (entre 7:00 e meio-dia de Paris). “Quem estiver nas ruas será preso”.
“Após manifestações pacíficas no final da tarde de domingo, a situação se agravou depois de escurecer. Entre aqueles que se recusaram a deixar o local, conforme exigido pela polícia, estavam jovens que carregavam cartazes denunciando a violência policial.A maioria levantou as mãos em sinal de rendição, enquanto outros atiravam as bombas de gás lacrimogêneo de volta.
Domingo à noite, vários saques e danos foram relatados por jornalistas no local. Alguns jornalistas também informaram que estão sendo ameaçado pela polícia, se eles não se desligarem suas câmeras e serão presos. No vídeo abaixo, você pode ouvir um oficial gritar com um repórter: “Saia daqui, (…) ou você vai ter um! ”

POLÍCIAL deu seis tiros na VÍTIMA
Enquanto Ferguson estava abalada pelos confrontos, o New York Times revelou o conteúdo do relatório de uma autópsia particular de Michael Brown, realizado a pedido de sua família. De acordo com o relatório do legista, Dr. Michael M. Baden, Michael Brown recebeu seis tiros, dois na cabeça – o último dos quais foi fatal. Mais importante, ele revela que “as balas não foram disparadas a curta distância, pois nenhum vestígio de pó estava presente no corpo.”
O New York Times informa, no entanto, que “esta conclusão mudaria se resíduos de pólvora fossem encontradas nas roupas do Sr. Brown, as quais o Dr. Baden não teve acesso.”
Uma nova autópsia será realizada, desta vez por agências federais, a pedido do Ministério da Justiça. Até agora, as versões sobre a morte do jovem são divergentes: de acordo com a polícia, o adolescente teria tentado “agredir fisicamente o oficial no seu carro”, depois de tentar roubar vários maços de cigarros em uma loja próxima. de acordo com várias testemunhas, o jovem estava a cerca de dez metros do veículo e as mãos para o ar, quando foi baleado depois de um confronto verbal.autopsia
Criticado por estar em férias enquanto a situação se agravava em Missouri e os conflitos se intensificavam no Iraque, Barack Obama interrompeu suas férias por dois dias. Reuniões sobre estes dois assuntos urgentes estão programadas para segunda-feira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s