“No Brasil, está povo contra povo”, afirma a ativista Yvonne Bezerra de Mello


Depoimento de Yvonne Bezerra de Mello sobre a sua ação durante a libertação do jovem negro violentado, seviciado, torturado e largado acorrentado a um poste por um bando de 30 marmanjos no Bairro do Flamengo, Rio de Janeiro.

“No episódio do menor acorrentado no Rio de Janeiro, a porção intolerante do Brasil tentou ganhar no grito. Alguns poucos ainda resistem.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s