Moradora denuncia: “Trogloditas da classe média resolvem resolvem fazer limpa no bairro do Flamengo”


Moradora do Flamengo acaba de denunciar em em seu Facebook:

skins

“Na praça José de Alencar também, vi da janela do apartamento esses trogloditas correndo atrás das pessoas em direção a praça São Salvador, semana passada uma senhora foi assaltada na Marques de Abrantes e tinha gente comentando que os caras de algumas academias de luta no bairro iriam começar a fazer “uma limpa” na região. Vai virar uma barbárie isso.”

“Um exemplo paulista:”

Devido ao caráter discriminatório e bairrista da frase, ” Um exemplo paulista”, que fere os paulistas em si,  corrigimos a citação dos cidadãos e cidadãss paulistas para:

“Um exemplo acontecido em São Paulo de um fenômeno de violência discriminatória, que está acontecendo em várias partes do mundo”:

Skinhead Donato de Paula

Skinhead Donato de Paula

Nota da Redação: O leitor Marcelo BMC, nos alertou sobre o caráter discriminatório do exemplo que demos sobre a ação dos trogloditas de do Bairro do Flamengo, com uma foto de São Paulo, acompanhada do título, “um exemplo paulista”. Concordamos com o Marcelo, pois consideramos os flashmobs de linchadores um fenômeno de violência mundial. Aceitamos o desafio do Marcelo e publicamos um exemplo da ação de linchadores em minha cidade natal, Niterói.

“Um exemplo acontecido em Niterói de um fenômeno de violência discriminatória, que está acontecendo em várias partes do mundo”:

Anúncios

3 pensamentos sobre “Moradora denuncia: “Trogloditas da classe média resolvem resolvem fazer limpa no bairro do Flamengo”

    • O leitor radiobmc nos alertou sobre o caráter discriminatório da citação,”um exemplo paulista”. Concordamos com a opinião do leitor e peço desculpas enquanto editor da sobre o ato discriminatório que cometemos. Agradecemos também ao leitor o alerta, pois o ranço bairrista, discriminatório e racista está em todos nós e escorregamos nas horas que menos esperamos.
      Publico aqui a queixa via email que o leitor nos fez e prometi na resposta colocar um exemplo de minha cidade natal:
      “Ola, Marcos!
      Não é spam.
      Meu nome é Marcelo BMC, tenho perfil no facebook.Não sou militante das causas negras mas me sinto inteiramente incluso dentro deste grupo étnico, aliás… me considero como sendo parte dele e gostei da proposta do site.
      O que incomodou foi o post relacionado ao skinhead fazendo a “limpeza” na cidade.Deixo claro que sou totalmente contra qualquer tipo de ato violento contra qualquer ser humano, seja ele afrodescedente, asiático, caucasiano, homossexual, judeu… o que quer seja o seu grupo étnico, religioso ou gênero.
      Vocês estão falando sobre um problema no RJ e dão como exemplo um paulista?Não há nada de errado aí não?Isso soa como bairrismo, algo que é típico de muitos cariocas e que nós Paulistanos já estamos calejados de ouvir.
      Tenho amigos cariocas, trabalho com cariocas e adoro este povo mas sou alvo de insultos por uma minoria que aí vivem.Aí me deparo com este post.
      Desnecessário citar a naturalidade do individuo!Isso nos envergonha como seres humanos e como paulistas e paulistanos.
      Apenas isso.Achei no dever de me expressar uma vez que sofro de insultos por cariocas constantemente mesmo que por brincadeira.Quem é afrodescendente, Português ou loira entende muito bem o que senti quando vi aquele post.
      Abraços,
      Marcelo BMC”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s