Papai Noel e a Copa de 2014


por marcos romão

Um relato da noite de 25 de dezembro de 2013

papai noel

foto montagem de ortrun gutke

Como encontrei ainda a pouco Papai Noel na esquina, com o saco vazio e sem aquela massa de curtidores em volta.
Levei um papo com ele, sobre se deve ou não haver Copa.
Ele me disse que o Pacote Fifa não veio no seu Saco, pois uma firma suiça havia comprado os direitos de enviar presentes VIPS para o Brasil. Assim o saco não é o dele, para quem estiver contrariado e queira chutar.
Ele me falou que se era para a Copa ser trazida no seu Saco Vermelho, que seria uma Copa para todos;
E sugere que se reserve um percentual de 20% dos de ingressos para os fãs estrangeiros e o resto das entradas poderiam ser sorteadas e dadas para ricos ou pobres que ganhassem o ingresso democraticamente através de sorteios públicos. Os ingressos  seriam pagos pelo nossos impostos como sempre, mas dos males o menor, pois afinal segundo Papai Noel, já estamos pagando tudo mesmo e a previsão é que não poderemos chegar nem a cem quilômetros dos Estádios sem um passe-livre.
Papai Noel me disse também que cometeu um erro na Copa da África do Sul, pois esqueceu que o Apartheid ainda estava fresquinho e os Europeus iriam se assustar com aquela Vuvuzuela toda.
Papai Noel reconheceu que acabou assim reforçando o Apartheid que agora está sendo aplicado no Brasil, com o Estado criando um aparato de guerra contra qualquer tipo de ruído, pois poderia incomodar os turistas.
Ele me disse que se assustou ao ver na televisão do Pólo Ártico, tanto Papai Noel de férias passeando por aqui no mes de julho e tomando o lugar do povão brasileiro nas luxuosas e caras cadeiras do Maracanã.
Pelas peles rosadas Papai Noel reconheceu até velhos companheiros do século passado.
Papai Noel e eu não queremos uma Copa do Apartheid no Brasil.
Ficamos Papai Noel e Noel na dúvida cruel, será que ainda tem jeito de se encontrar uma saída não militar?
Emprestei então ao Papai Noel, 5,95 para o ônibus até o aeroporto, pois seu cartão único se esgotara com a tarifa das Barcas e tanto  Skate quanto Trenós são proibidos  na Ponte Presidente Costa e Silva, como é pouco conhecida a ponte que traz os cariocas para Niterói.
Ele partiu, não sem antes nos desejar um Feliz Ano Novo, com muita conversa e reflexão.
Ele diz que torce pelo Brasil, mas que seu abono de férias não vai dar para ele pagar os preços de 1° Mundo que a Fifa está planejando cobrar até paras as pipocas e churrasquinhos, que serão vendidos durante o entrevero esportivo e nem o preço mais para avião em alta temporada!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s