“Desapareceu” vence “A Porrada” e ganha o Prêmio Rádio Mamaterra como a “des-palavra” do ano 2013.


por marcos romão
13_24_12_463_fileRecebi uma educação desde criança, em que só se falava palavrões em casos extremos e depois tinha que se estar pronto para o que desse e viesse. Porrada era então palavrão.
Mas os costumes mudam e acompanho com parcimônia os novos usos das palavras.
Seguindo uma tradição que aprendi nos últimos 25 anos na Alemanha, escolhi entre algumas palavras ou frases utilizadas frequentemente em 2013, as palavras  e conceitos do ano, que se transformaram no contrário do que pretendem dizer ou ganharam outros significados.
Porrada de longe seria a minha escolhida.
A segunda é uma frase, “não à violência”
E a terceira é o verbo conjugado no passado, mas que o carioca usa como tempo presente, desapareceu.
Para entender a escolha da primeira palavra só utilizando a primeira frase.
Porrada era sempre utilizada pela polícia quando as pessoas nas manifestações gritavam, “não à violência”.
Testemunhei isto a primeira vez ainda na Aldeia Maracanã e depois no fatídico massacre do dia 20 de junho em todo o centro do Rio de Janeiro,
quando 300 mil pessoas com suas famílias, que gritavam “não à violência”, levaram porrada a rodo.

Até hoje tenho sequelas do gás que aspirei por meia hora encurralado em uma esquina por trás do campo de Santana e depois no Bar Brasil,  já na Lapa onde me refugiara com minha família.
Porrada virou assim palavra sinônima de proteção, segundo o novo dicionário das forças de ocupação nacionais e internacionais que passaram e pretendem controlar o Rio de Janeiro daqui para o futuro.
Gritar “não à violência”  já ganhou novo significado também e, é prontamente traduzido pelas forças governamentais, como “me enfia a porrada que eu gosto”.
E “desapareceu”?
Esta é uma palavra especial e muito querida para utilização das secretarias de imprensas governamentais e jornalões semioficiais
Um milhão de reivindicações que o povo levou às ruas?
Íamos ver, mas desapareceu.
Reformas Políticas Jurídicas e Institucionais?
Íamos ver mas desapareceu.
Amarildo?
Queríamos apurar onde ele está , mas desapareceu!
Assim quando você ouvir de seus governantes que o problema desapareceu. Pode ter certeza que no dicionário governamental, significa que o problema está resolvido.
Fica assim decidido que a palavra “desapareceu” é o novo sinônimo para a palavra “resolvido”.

“” DESAPARECEU”, ganha assim o prêmio MAMATERRA como a “PALAVRA DO ANO 2013”.

Podemos continuar felizes, pois assim temos todos os nossos problemas estão mais que desaparecidos.
Vamos comemorar antes que o Papai Noel não apareça!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s