Liberdade para o preso político DUDU no Mato-Grosso do Sul


liberdade para duduO manifesto de apoio ao Dudu será dia 05/08 (segunda-feira), 12h. O HC será julgado 14h.
O HC só serve para o Dudu responder o processo em liberdade. Assim, além da primariedade, os desembargadores irão analisar os requisitos do 312CPP, em resumo:
– garantia da ordem pública e econômica (para que o réu não continue a traficar); ou seja, aqueles que são a favor da “descriminalização”, entendam que o momento é de priorizar a soltura do Dudu; portanto, não levantem essa bandeira durante a manifestação em prol do Dudu, porque isso irá prejudicá-lo.
– por conveniência da instrução criminal (para que o réu não atrapalhe as investigações) e – para assegurar a aplicação da lei penal (para que o réu não fuja); ou seja, aqueles que pretendem usar a manifestação para invadir o TJ, fazer baderna ou criar qualquer transtorno público, por favor, entendam que isso será usado pela acusação, para criar uma imagem negativa do Dudu, de vândalo e baderneiro, que colocaria em risco a investigação ou fugiria O QUE NÃO É VERDADE!
– quando houver prova da existência do crime e indício suficiente de autoria (a droga – ainda que plantada); ou seja, por mais que o HC não julgue o mérito do processo (se o Dudu é ou não traficante – SABEMOS QUE NÃO) o fato das drogas terem sido “encontradas” na mochila dele, são indícios que qq juiz e desembargador levam em consideração. Todavia, se mostrarmos as evidências de que essa droga foi plantada pela GUARDA-MUNICIPAL, os magistrados poderão usar o princípio do “in dúbio pro reo” (não dúvida favoreça o réu).
Para isso, precisamos usar de cartazes, faixas e panfletos para serem distribuídos PACIFICAMENTE no TJ com as seguintes informações:
• Há quase 10 anos, EDUARDO MIRANDA MARTINS, travou uma luta contra a GUARDA-MUNICIPAL, que teve início em razão de uma injuria racial e agressão, sofrida por ele. Todavia, ironicamente, EDUARDO MIRANDA MARTINS, respondeu por desacato e teve tal processo suspenso.
• EDUARDO MIRANDA MARTINS, já fez inúmeras denuncias contra a GUARDA-MUNICIPAL, sendo que estes processos administrativos se encontram na corregedoria desta instituição.
• Durante sua campanha para vereador, seu foco foi o perigo social que se instalaria caso fosse autorizado o porte de armas pelos GUARDAS-MUNICIPAIS; principalmente, sem que houvesse um regimento disciplinar e treinamento semelhantes ao da polícia militar.
• No dia 30 de abril, Dudu protocolou reclamações contra a guarda municipal, na câmara dos vereadores, na OAB e no Ministério Público Estadual, alegando ter sido espancado por 12 integrantes da guarda. Processo que também se encontra na corregedoria dessa instituição.
Portanto questionamos os magistrados:
• Por que um EDUARDO MIRANDA MARTINS, um homem culto e ainda mais – um cidadão tão visado pela polícia – iria a um protesto, conhecido nacionalmente pelo enfrentamento policial, portando 23 papelotes de cocaína em sua mochila???????

Todas as faixas, cartazes e panfletos com essas informações e pergunta nesse sentido, serão muito bem vindos.

saiba mais sobre a prisão

3 pensamentos sobre “Liberdade para o preso político DUDU no Mato-Grosso do Sul

  1. Pingback: Liberdade para o preso político DUDU no Mato-Grosso do Sul | Africas

  2. A PREFEITURA DO Alto Alegre do Maranhao esta a todo vapor se tratando de abuso de poder,nepotismo, falsificacao de documentos, discriminacao e constragimento de idosos e Corrupcao total Na PREFEITURAL DE ALTO ALEGRE DO MARANHAO
    Para comecar of Prefeito do Alto Alegre tem empregado toda a sua famila na prefeitura ele so foltou empregar os gatos e os cahorros da sua casa. Sobre falsifcacao de documentos de accordo com as informacoes de fonts seguras ou partes afetadas pessoas quem tem sido constante vitimas das actividades inlegal da prefeitura. A prefeitura do Alto Alegre do Marahao adotou como practica se a possar ilegament de terrenos alheios. Todo terreno vazio que a prefeitura encontra em Alto Alegre ela nao pergunata quem e o dono simplement os funcionarios que trabalham la fazem um documento vende a propiedade para terceiros isso quando eles nao registram a propiedade no nome deles e quando o legitimo dono se apresenta na PREFEITURA com os documentos orginais registrado em cartorio, da propiedade reclamandos seus direitos de posse os funcionarios do prefeito ameacam, humilian, difamam e constrager o dono legal da propiedade.
    Agora mesmo esta acontecendo a prefeitura fez um documento falso e deu um terreno que pertance ha um casal de idosos ao Postor da Assemblei de Deus do Alto Alegre do Maranhao. Agora ja foi discoberto que o pastor e o funcionario da Prefeitura sao acostumados a esse tipo de atividades, O pastor da Assembleia de Deus por sua vez um fez letreiro e botou la no terreno que pertencea Dona F onde diz que aquele local e propiedade da Assembelia. O pastor mentiroso junto com o funcionario da prefeitura agrediram verbalment, ameacaram, difamaram e humilharam os donos legal da propiedade.
    A prefeitura so faz esse tipo de coisa com peossas humilde e trabalhadoras, o propio prefeito tem no nome dele muitos e muitos terrenos vazios e nenhum pastor mau carater se atreve a botar placa la em Nome da Assembleia de Deus.
    Que tipo de Deus esse pastor esta servindo roubando o sour de outra pessoa?
    O pior que as vitimas nao tem aquem reclamar.

    O postor da Assembelia de Deus com o a poio de funcionarios da Prefeitura do Alto Alegre do Maranhao Falsificarao documento de um terreno que pertace a uma senhora trabalhadora rural de mais de 60 anos. O postor na maior cara de pau fez um letreiro e botou not terreno em nome da assembleia de Deus. Eu quero saber desde de quando a Assembleia de Deus permite que seus pastores proceda com este tipo de comportamento. Furtando na maior cara de pau. A dona do terreno tem o docuemnto da propiedade registrado em cartorio e testemunho das pessoas de quem ela comprou o terreno e mesmo asssim o pastor usurpador e mau carater do Alto Alegre do Maranhao publicament contrasgiu essa senhora que legalment a dona do terreno chamando-a de mentirosa.

    De acordon com o Artigo do codigo penal 298 de Lei 2.848 falsiciacao de documentos e crime federal o infrator esta sujeito a 1 ano a cinco de reclusao e mais uma multa.
    Codigo penal 147 determina seis meses de prisao a um ano e mais multa por crime de ameaca. E na simuala 227 do Tribunal Superiot judical determina que qunado o crime e cometido contra a pessoa maior de 60 anos a pena e dobrad incluindo a multa. Alem disso o estatuto do idoso determina que qualquer pessoa maoir de 60 nao pode ser contrangido em publico a lei condena e puni tal comportamento. O pregado da Palavra de dues Da ASSembelia de Deus do Alto Alegre ameacou, constrangiou a senhora dona do terreno no qual ele com um funcionario da prefeitura se a possaram ilegalment.
    Qureo que perguntar a direcao da Assembelia de Deus desde de quando eles aceitam na congrecaco deles uma pessoa como este pastor da Assembelia de Alto Alegre que Segundo as testemunhas presente no dia que a dona do terreno foi falar o usurpador e o tal funcionario da prefeitura os dois mau carater ameacarm a pobre idoso adivertido-a de nao ir visitase o terreno dela porque o pastor ja havia postor uma placa tomando posse como propiedade da Assembleia

  3. Pingback: Já raiou! A liberdade de um injustiçado é a liberdade de toda uma humanidade. 69 advogados e amigos em todo o mundo libertam DUDU em Mato Grosso do Sul! | Mamapress

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s