Quilombo Sacopã, o mundo não acabou! 2012, Coragem Civil é a Voz de nosso Silêncio.


direito-a-cidadeQuilombo Sacopã, o mundo não acabou!

2012, Coragem Civil é a Voz de nosso Silêncio.
por Marcos Romão(Editor da Mamapress)

Em agosto de 2012 o Quilombo do Sacopã teve uma grande vitória, uma vitória de grande significado para todos os Quilombos Urbanos do Brasil:

SAMSUNGA comunidade do Sacopã ganhou o direito de permanecer no lugar onde vive desde a década de 20. Foi promulgada a lei 5503/2012, de autoria de Eliomar Coelho que transforma o terreno de quilombolas em Área de Especial Interesse Cultural. Agora, o Incra poderá fazer a regularização fundiária que garantirá a permanência das famílias descendentes de escravos.

Desde este momento recrudesceu contra os Quilombolas do Sacopã, a perseguição feita por membros da justiça e da sociedade civil do Rio de Janeiro.

Foram tomadas medidas judiciais para calarem a Voz do Sacopã!

Natal e Ano Novo, centenas de milhares de cariocas e turistas abraçam a Memória dos Antigo Quilombos em volta da Lagoa Rodrigo de Freitas. Soltam fogos, dançam e escutam música com potentes sistemas de som.

Os Remanescentes do Quilombo do Sacopã, estão Condenados ao Silêncio.

Desde agosto de 2012 por ordem e decisão do desembargador do RJ, Jorge Habib estão proibidas todas e quaisquer manisfestações culturais e musicais do Quilombo do Sacopã, a pedido do Condomínio Camburi e da Associação de Moradores da Fonte da Saudade.

O principal acusador do Quilombo do Sacopã, é um vizinho, que ocupa um prédio em área de litígio com o Quilombo, este vizinho, por coincidências que só acontecem contra pobres e negros, chama-se  Antônio Eduardo Duarte. Ele vem a ser o 3º vice-presidente do Tribunal de Justiça e Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro desde 19 de dezembro de 1995.  É uma coincidência que impede  os moradores do Quilombo do Sacopã, de comemorarem como quaisquer cidadãos brasileiros, garantidos pela Constituição. Azar dos Sacopãs terem justamente como vizinho um desembargador que embarga suas vidas, como nos tempos das capitanias hereditárias.

No dia 25 de dezembro, milhões de compatriotas,  ceiam, cantam e dançam ao ritmo que trouxemos na Travessia do Atlântico, os Quilombolas do Sacopã estão Condenados ao Silêncio.

Cantores negros nacionais e internacionais ensurdecem de prazer milhares e milhares de compatriotas na praia vizinha de Copacabana, o som ecoa por todas as Áfricas do Mundo.

Os Quilombolas do Sacopã estão Condenados ao Silêncio.

Milhares de Remanescentes de Quilombos do Brasil festejam sua liberdade conquistada de 1500 até hoje, evocando com seus cantos e tambores, os momentos em que foram aprisionados na Mãe África e passaram a lutar até hoje por sua liberdade e igualdade.

Os habitantes do Quilombo do Sacopã na Lagoa Rodrigo de Freitas, em Ipanema, cercados por condomínios  e Arranha-Céus invasores, estão condenados a evocarem o momento em que silenciados, foam jogados nos Tumbeiros e transportados para sua nova Pátria chamada Brasil.

Pelo seu exemplo de luta o Quilombo do Sacopã, ganhou em 1° de dezembro de 2012, junto com o Quilombo da Marambaia, o Prêmio do Fundo Brasil Direitos Humanos e da Fundação Ford, para fazerem a Rádio e TV QuiGeral na internet além de uma pasquim informativo mensal chamado “A Voz do Sacopã”. Ao mesmo tempo ganharam através de concorrência pública, o incentivo da Secretaria de Cultura do RJ, para desenvolverem cursos de Capacitação em Ferramentas Mediáticas”, extensivo a todos os Quilombos do RJ de do Brasil em parceria da Associação dos Remanescentes dos Quilombolas do Rio de Janeiro, e a RádioTV Mamaterra de Hamburgo na Alemanha.

O Quilombo da Marambaia  também é oprimido,  só que como está longe das grandes cidades, e poucos sabem que eles estão sob o jugo férreo e usurpador da tradicional Marinha Brasileira, exatamente  como no Quilombo do Rio dos Macacos.

Os brasileiros tem uma presidenta e uma constituição, os cidadãos quilombolas brasileiros que vivem há séculos em suas terra, e que teem agora suas áreas reivindicadas pela Marinha do Brasil, são obrigados a viver sob regimento militar e ao sabor do bom humor de sargentos de plantão.

Os Quilombolas do Sacopã ainda tem a grande sorte, em serem a única Família Quilombola e Negra, que insiste e resiste em viver na cobiçada área da Lagoa Rodrigo de Freitas, na Fonte da Saudade no Rio de Janeiro.  Área que até a década dos anos 70, estava no meio de milhares de Quilombolas dos Quilombos do Leblon, de Ipanema, de Botafogo, de Copacabana e de Ipanema. Todos removidos para os subúrbios mais distantes da cidade. Os quilombolas do Sacopã são sem sombras de dúvidas os últmos mohicanos, que permanecem em uma região, em que milhares de negros foram removidos de suas casas e mandados para as lonjuras,  em um processo fascista e ditatorial de higienização e segregação racial, de fazer inveja aos mentores do Apartheid na antiga África do Sul.

Mas eles também tem o azar,  em possuirem  dois vizinhos que são legítimos representantes, não só no sobrenome, mas também na sanha e racismo que possuiam,  dos proprietários e traficantes que aprisionaram , escravizaram, e sequestraram de África, milhões de seus ancestrais.

Uma é a presidente há mais de 20 anos da Associação de Moradores e Amigos da Fonte da Saudade, que ironicamente usa como sigla o termo AMOFONTE, que apesar de tão rica, nem uma página que se preze na internet tem.

A presidente(a) da  AMOFONTE  ocupa todo seu tempo, em colocar olheiros e cãmeras para observar os passos dos quilombolas, para pedir constantemente aos tribunais, ordens de prisão para o presidente da Associação Cultural do Quilombo do Sacopã. Só este ano foram 3 vezes.

Os Quilombolas do Brasil vão comemorar as festas natalinas e o anúncio do ano novo, os brasileiros do Oiapoque ao Chuí vão soltar fogos e dançarem. provavelmente a Presidenta da República irá comemorar mais uma vez comemorar o ano novo, no “Ressort” da Marinha na região do Quilombo dos Macacos.

Os Quilombolas do Sacopã vão comemorar em silêncio. Nem nas prisões brasileiras, consideradas pelo atual ministro da justiça como medievais, isto acontece. Mesmo nas prisões mediavais brasileiras pode-se dançar e cantar no natal e no ano novo.

Os Quilombolas do Sacopã estão nas mãos de um Desembargador que legisla como nos tempos inquisitoriais, estão nas mãos dele e do que  ele pensa ser a justiça do Rio de Janeiro. Isto é o que pensa o desembargador.

Os quilombolas do Sacopã pensam diferente, porque pensam livremente e como quaisquer cidadão sempre encontram seu jeito de manifestarem seu pensamento.

O Quilombo do Sacopã, seguindo a tradição de Zumbi de Palmares lançou em 1º de Dezembro de 2012, o pasquim ” A VOZ DO SACOPÔ.

CURTAM, OS OUÇAM E SEJAM SOLIDÁRIOS COM O DIREITOS DE TODOS À CIDADE.  A+VOZ+DO+SACOPÃ1 cliquem para ler na íntegra a primeira edição da Voz do Sacopã!

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS NESTE NATAL:

Agradecemos a todos os que de alguma forma colaboraram com esta edição d’A VOZ DO SACOPÃ e com a nossa Luta: Fundo Brasil de Direito Humanos – Ford Foundation, sra. Letícia Osório, sra. Maria Chiriano e equipe, vereador Eliomar Coelho e equipe, Rosane Romão, Laura Rossi, Antonio Juliano, Fernando Senzala, Yure Romão, Luiz Carlos Ramos, Maria Clara Arruda, Dr. Tito Mineiro-OAB, Zezzynho Andrade, Delani Cerqueira, Creuzely Ferreira, Adriana Baptista, Luiz Carlos Gá, Januário Garcia e a todos irmãos e irmãs Quilombolas da Aquilerj, da CONAQ e a todo apoio no Brasil e no exterior(Luis Sacopã).

Agradecimento mais que especiais para Mãe Beata de Yemanja e em memória ao Quilombola Abdias do Nascimento


2 pensamentos sobre “Quilombo Sacopã, o mundo não acabou! 2012, Coragem Civil é a Voz de nosso Silêncio.

  1. Bom dia sera que vocês teriam alguma matéria sobre a remoção do Quilombo do Leblon? Sempre que procuro na internet a historia é sempre “contada” pela metade, ou exclui-se este fato tão importante!

  2. Pingback: Presidente pode passar natal na prisão. Quilombo do Sacopã proibido de ter aulas de Jongo | Mamapress

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s