Meeiros alemães substituem escravos negros em São Paulo. Museu de Hamburgo inaugura exposição permanente sobre emigração para o Brasil


De trabalhadores livres na Europa a explorados no Brasil, no próximo dia 2 de novembro em Hamburgo, Museu da emigração inaugura Exposição permanente sobre emigração para o Brasil.
Evento bastante expressivo sobre a realidade do imigrante europeu que foi a São Paulo substituir escravos negros ou até deslocar ex-escravos negros de suas ocupações nas fazendas de café em São Paulo.
Nesta exposição pode se ver como estes próprios imigrantes, em parte, passaram a ser explorados e/ou se revoltaram contra isso.
Trata-se de coleta de material documental e fotográfico de primeira mão, feita por um pesquisador brasileiro que se dedica ao assunto há mais de um decênio de estudos, contatos, viagens, pesquisas em arquivo etc.: José Eduardo Heflinger, de Limeira, São Paulo.
No evento será inaugurada no Museu da emigração uma Exposição e permanente sobre o assunto da emigração para o Brasil.
 enviado pelo sociólogo Gilberto Calcanhoto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s