Até onde pode ir o escracho? Rafinha Bastos depõe em delegacia de São Paulo


Recebemos da leitora Maria Luisa este email com a reportagem da Folha de São Paulo sobre o caso “Rafinha Bastos”, com o seguinte comentário.

“Ele é comediante, mas faltou-lhe sensibilidade com a dor alheia, deveria ter sido preso – a turma do Zorra Total que se cuide!”
Segundo a Folha de São Paulo o comediante Rafinha Bastos, prestou depoimento à polícia na tarde desta segunda-feira. Ele passou a ser investigado por apologia ao crime após, durante apresentação num teatro, fazer piadas sobre estupro. O inquérito transcorre em segredo de justiça.
Escracho, que em linguagem pós-moderna ganhou o alcunha de “políticamente incorreto com muito orgulho”, como costumam dizer os neosexistas de plantão, aproveitando-se dos momentos em que  mulheres baixam a guarda, virou moda no Brasil.
Nos teatros e na televisão, rir da desgraça alheia virou o maior esporte nacional.
Rafael Bastos Hocsman, o Rafinha, parece ter percebido o espírito da época, e tem o produto pronto,  a “verdade” como comenta uma leitora do artigo da RolingStone, que provocou a discussão sobre incitamento à violência contra as mulhers nos shows do Rafinha:
“só hoje 02/08 tive oportunidade de ler a matéria e digo que babaca é quem não tem capacidade de entender que certas pessoas como o rafinha tem um dom que poucos teêm: o do de falar a verdade, sim, pois se tantos se incomodam é que realmente ela(a verdade) dói, e nem todo mundo tem Q.I para entender isso, até mesmo porque as piadas dele estão acima do nivel intelectual de muitos medíocres brasileiros. Falei…..”
Como os bobos da corte, profissão de humorista é coisa séria, pelo menos para o humorista, pois é seu ganha pão. Rafael Hocsmam um homem de 2 metros de altura, pai de familia sabe disso. Deve saber também que os bobos da corte tem que agradar ao rei e ao público, para garantir seu apartamento, carro e viagens, mas nem tanto.
Bobo da corte também pensa e tem opinião próprias. Isto é assim desde que inventaram esta profissão. O humorista tanto pode reverberar o que os preconceituosos pensam, fazendo disto piada para pensar, quanto pode mostrar seus próprios preconceitos reforçando os preconceitos dos outros. Linha difícil de se encontrar.
Opção de cada um, poderiam dizer, concordo mas que assumam a responsablidade, pelo que falam. Era assim também com os bobos da corte que se prezavam.
Resta saber o que cidadão Rafael “Rafinha” Hocsman pensa de sua ação como humorista.
Ele parece estar convencido de que está certo, existe um público para ele, um público que se excita e tem prazer com este tipos de piadas.
Sua opinião neste trecho da estrevista para a Rolingstoneestá clara. Muda-se ele ou muda-se o público?

“Toda mulher que eu vejo na rua reclamando que foi estuprada é

Rafinha Bastos-Divulgação

feia pra caralho.” Rafinha Bastos está outra vez no palco de seu clube. Agora já passam das 22h daquele mesmo sábado e, desta vez, todos os lugares estão tomados. Minutos antes, na rua, ele me convidou para rever o show solo: está determinado a provar que a piada sobre estupro é mesmo boa.
A plateia está excitada, chicoteando as paredes do lugar com longas risadas. A luta está ganha para Rafinha. Nessa sessão, quando ele continua com o texto, anunciando o abraço no estuprador, há muitas gargalhadas e até mesmo aplausos. Do palco, ele bate ainda mais forte, ri, faz dancinhas e fala sobre a gravidez de sua esposa e o ultrassom do bebê, quando o pequeno Tom “parecia uma ameba”. Ele finaliza a sequência, agradece e recebe um “ahhhhhh”. As pessoas querem mais. Ele sai. Precisa ir pra casa ver a mulher e o filho. Ainda dá tempo de me levar até a porta, dar muitos autógrafos no caminho e dizer: “Viu como a piada do estupro funciona?” (Trechos da entrevista para o RollingStone)

2 pensamentos sobre “Até onde pode ir o escracho? Rafinha Bastos depõe em delegacia de São Paulo

  1. Esses caras só querem grana, não estão nem ai para o “politicamente correto” não. E pensar que quando surgiu o programa os rapazes eram tidos como “aqueles que faziam humor inteligente”, não-inteligente deve ser o público então que aceita essa baixaria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s